segunda-feira, 19/10/2020
Os ciclistas João Alberto, Adhemar e Raimundo Júnior Foto: Charles Hardman

Três amigos começam hoje um desafio: pedalar 2.200 km, de Aracaju a São Paulo

Colunista esportivo Charles Hardman

Nas primeiras horas da manhã de hoje, 17, três amigos sergipanos se lançaram num desafio: percorrer, de bicicleta, os  2.200 quilômetros que separam Aracaju de São Paulo, pelos próximos 15 dias. Os ciclistas são o aposentado Adhemar Alves, 63 anos; o estofador João Alberto, 59; e o contabilista Raimundo Júnior, 38. Eles vão pedalar, em média, 150 a 200 km, por dia, parando apenas para as refeições e para dormir em pousadas, até chegarem a Sampa, como bem cantou Caetano Veloso.

A previsão dos três amigos é chegar ao Rio de janeiro, no dia 28 deste mês, para participar da festa da torcida Embaixada Flamengo. O evento, que será em Nova Iguaçu e está na 12ª edição, comemora o dia do flamenguista.  Entre os três ciclistas aventureiros, Raimundo Júnior é o único que já compareceu a essa festa, em 2017 e 2019.

Depois,  montam nas bikes e seguem viagem com destino a São Paulo, a terra da garoa.

O Portal Só Sergipe vai mostrar, todos os sábados, a aventura desses três amigos.  Em março do ano passado, esta editoria de Esportes  contou, numa série especial, a saga de Adhemar Alves e  Jorge Magazine, que pedalaram 3.300 quilômetros de Aracaju até Caixas do Sul.

A ideia

Raimundo Júnior, que gosta de aventuras e conhecer novos lugares, sugeriu a ideia da viagem para o amigo Adhemar, que convidou João Alberto. “Eu já sabia que Adhemar tinha viajado de bicicleta para Caxias do Sul. Então, chamei para irmos ao Rio de Janeiro e ele aceitou. Mas com o decorrer do tempo, Adhemar disse que a viagem teria que ser para São Paulo, e com isso o percurso aumentou”, explicou Júnior.

Raimundo Júnior está em férias e retorna ao trabalho, no dia 03 de novembro. Sua maior viagem pedalando foi bate e volta para o município sergipano de Canindé de São Francisco.

Adhemar Alves, por sua vez, contou que não tem como ficar muito tempo sem fazer outro ‘pedalzinho’ longo. Até porque, segundo ele, é como uma coisa que entra no sangue e para sair não tem jeito. “Por isso, quando o amigo Júnior veio com a sugestão eu aceitei”, disse Adhemar. Ele acrescentou que o pedal para São Paulo será longo. “Mas o meu recorde continuará sendo os 3.300 km pedalados de Aracaju até Caxias do Sul”, afirmou.

Para João Alberto, essa é a primeira viagem longa no pedal. Apesar disso, ele garante que está tranquilo e preparado fisicamente. “Espero que seja uma viagem de muita paz e que os condutores dos veículos nos respeitem nas rodovias”, completou.

João Alberto, que é estofador, deixou seu irmão Paulo de Lulu à frente do comércio de estofados, enquanto se aventura pelas estradas afora. Até então, João só tinha ido de bike até a cidade pernambucana de Petrolina. Ele foi junto com Adhemar, porém retornaram para Aracaju de ônibus.

Pelas rodovias

Rota Aracaju São Paulo

Os três ciclistas que se aventuram pelas rodovias estão com roupas específicas e padronizadas. Na indumentária de cada um deles consta o contato telefônico. Eles levam na bagagem material de higiene, roupas e objetos que servem para fazer reparos rápidos nas bikes.

O custo da viagem foi calculado por eles, uma média de R$ 3 mil. Nesse valor estão inclusas as passagens aéreas para o retorno. O ciclista Raimundo Júnior foi o único que conseguiu parte do dinheiro com ajuda dos amigos. Já Adhemar e João, sozinhos, bancam integralmente a viagem com recursos próprios.

Os ciclistas estarão de volta à capital sergipana, no dia 02 de novembro. No entanto, o retorno será de avião. O embarque está previsto para as 08h10, no aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas.

 

Leia Também

Série D: Itabaiana goleia o Potiguar e volta ao G4, enquanto Frei Paulistano perde para o ABC e é o vice-lanterna

Neste domingo, 18, o Itabaiana goleou o Potiguar por 4×1, enquanto o Frei Paulistano perdeu …