quarta-feira, 12/06/2024

Temos uma promessa a cumprir neste novo ano

Compartilhe:

Por Charles G. Albuquerque (*)

 

Chegou 2024 e com ele todas as promessas que fazemos a nós próprios!

Não precisa pensar muito para chegar à conclusão de que uma das promessas mais frequente é: VOU PERDER PESO!

Em outras palavras:

Promessas de final de ano
Promessas de final de ano

É como se, inconscientemente, saibamos sobre os riscos que corremos ao nos rendermos ao sedentarismo, à inatividade física que permeia cada vez mais nossos dias.

Nossa sociedade moderna, com todas as suas conveniências tecnológicas, tem nos seduzido a permanecer estáticos por longos períodos. Mas será que compreendemos verdadeiramente as consequências desse estilo de vida? Nossas promessas afirmam que sim.

O sedentarismo, muito mais do que uma escolha de conforto, é um dos principais vilões quando se trata de saúde.

O simples ato de ficar sentado por horas a fio pode trazer um impacto significativo para nosso organismo.

Estudos revelam que essa inatividade está associada a um aumento do risco de doenças cardíacas, diabetes tipo 2, obesidade e uma série de outras condições que afetam nossa qualidade de vida.

Nossos corpos foram feitos para se movimentar, para serem ativos. A atividade física regular não é apenas benéfica; ela é fundamental para a manutenção da nossa saúde física e mental.

Ela não apenas fortalece músculos e ossos, mas também melhora o funcionamento do coração, dos pulmões e do sistema circulatório. Além disso, tem um papel crucial na saúde mental, ajudando a reduzir o estresse, melhorar o humor e promover o bem-estar geral.

E para usufruir dos benefícios da atividade física regular, você não precisa se tornar atleta olímpico, basta encontrar maneiras simples e prazerosas de incluir a atividade física na rotina diária. O importante é encontrar algo que traga prazer e que seja sustentável a longo prazo.

As opções são variadas e por isso é possível encontrar a mais acessível à sua condição: caminhadas, dança, ciclismo, natação, hidroginástica, pingue-pongue, tênis, vôlei, musculação ou mesmo calistenia.

A consistência é a chave. Não é apenas sobre a intensidade ou a duração do exercício, mas sim sobre a regularidade. Mesmo pequenas doses diárias de atividade física podem fazer uma grande diferença para nossa saúde a longo prazo.

E a prioridade é o segredo. Não espere ter tempo, não pratique exercício com o resto de tempo… quando sobrar tempo. Dê prioridade! Programe dia, hora e local, assume esse compromisso com você como algo tão sério quanto necessário.

ignorânciaInvestir na sua saúde não é um luxo, mas sim uma necessidade primordial. Cada passo, cada movimento em direção a uma vida mais ativa nos aproxima de um futuro mais saudável e equilibrado.

O principal obstáculo para o exercício físico: a ignorância.

Muita gente ignora o risco do sedentarismo (o mal do século) e que não há limites de idade ou de condição física para introduzir a atividade física mais adequada ao seu estado e à sua idade.

Nosso bem-estar está em nossas mãos, e a atividade física regular é a chave para uma vida plena.

Que, a cada dia, desse novo ano que acaba de começar, você possa escolher ações que coloquem seu corpo e a sua mente em movimento rumo a um futuro mais saudável e, consequentemente, mais feliz.

 

Até a próxima, cuide-se e movimente-se. Afinal, à flor da pele, viver em movimento não é uma opção, é uma necessidade.

“Acredito em muita coisa do que está escrito. Acredito que comer pouco faz bem à saúde, que atividade física leve e moderada prolonga os anos de vida, que comer gordura, açúcar e carne vermelha em excesso é prejudicial, que o tabagismo leva à amputação de membros, provoca feridas crônicas e câncer de boca, língua, estômago, bexiga e pulmão.”

(Trecho de O Dote de Letícia – Pág. 335)

 

Um grande abraço.

Compartilhe:

Sobre Charles Albuquerque

Charles Albuquerque
Médico, expert em feridas.

Leia Também

Luiz Thadeu

Andanças pelo mundo, realizando sonho

Por Luiz Thadeu Nunes (*)   Retornei de Portugal no início da semana. Viagem longa, …

WhatsApp chat