sábado, 23/06/2018
Início » Editorias » Cidades » Sejuc fará entrega simbólica de armas e munições para agentes e guardas prisionais
As pistolas serão entregues, de forma simbólica, a 16 agentes e guardas prisionais. Para os demais, haverá agendamento Foto: Ascom Sejuc

Sejuc fará entrega simbólica de armas e munições para agentes e guardas prisionais

Share Button

A Secretaria de Estado de Justiça e Defesa do Consumidor (Sejuc) atende nesta quarta-feira, 29, a um antigo sonho dos agentes e guardas prisionais: cada um deles vai receber a carteira que lhe dá direito ao porte de arma e mais uma pistola Taurus, calibre ponto 40, com a devida munição. A solenidade de entrega  ocorrerá às 8h30, no auditório da Escola de Gestão Penitenciária (Egesp), localizada no bairro América. “Foi um compromisso assumido com a categoria, assim que assumi a pasta em janeiro deste ano”, ressaltou o secretário Cristiano Barreto, que presidirá a solenidade.

A entrega das carteiras, armas e munições será feita de forma simbólica a 16 servidores que representarão os demais colegas que atuam nas nove unidades prisionais do Estado e demais órgãos da Sejuc, a exemplo do Departamento do Sistema Penitenciário (Desipe) e Corregedoria. Para os demais será feito um agendamento e todos poderão escolher um dos dois tipos de pistolas disponíveis: PT 100 ou PT 940, cuja diferença entre elas é apenas o tamanho. Durante a solenidade será feita a exposição de uma arma tipo carabina que estará disponível nos presídios e também para as escoltas de internos.

Para aquisição das armas e munições, o secretário Cristiano Barreto foi buscar recursos junto ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, através do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen), cujos gestores se sensibilizaram com a demanda do Governo de Sergipe em atender a reivindicação dos agentes e guardas.  As 350 armas, sendo 340 pistolas ponto 40 e 10 carabinas, representam um investimento de exatos R$ 835.518,70; já as 15 mil munições de diversos calibres, R$ 114 mil. As duas compras foram feitas com recursos do Funpen.

Planejamento – Para terem o porte de arma, os agentes e guardas precisavam de um documento e, para isso, a sensibilidade do governador Jackson Barreto foi fundamental.  No dia 24 de março, durante a inauguração da Cadeia Pública de Areia Branca, o governador assinou o decreto 30.592, que regulamenta o porte de arma para a categoria. Na época, o secretário Cristiano Barreto lembrou que o porte nunca havia sido regulamento.

Em junho deste ano, o secretário Cristiano Barreto criou, através de uma portaria, dentro da estrutura da Sejuc, o Setor de Controle de Armas, Munição e Equipamentos de Segurança (Secames), que é responsável pela guarda de todo arsenal atual e aqueles que poderão ser adquiridos ou doados por instituições coirmãs.  A portaria detalha todas as competências da Secames que vão desde guardar o material bélico e equipamentos de proteção individual (EPIs), passando pela atualização do estoque e também a cautela, ou seja, a entrega de armamento para os agentes e guardas prisionais.

 

Share Button
WWebsites

Leia Também

Mais de 10 mil feminícidios ficaram sem solução no Brasil em 2017

No ano passado, mais de 10,7 mil processos sobre assassinatos de mulheres no Brasil ficaram …