domingo, 20/10/2019
Início » Editorias » Cidades » Samu pode entrar em greve na segunda, 22
Rádio FecomercioPowered by Rock Convert

Samu pode entrar em greve na segunda, 22

Compartilhe:
JOB Connect - Coworking e Escritório VirtualPowered by Rock Convert

Nesta segunda-feira, 22, os assistentes de enfermagem e condutores das ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Sergipe (Samu) fazem uma assembleia, a partir das 7h30, no auditório da Central Única dos Trabalhadores (CUT) para definir a data em que paralisarão as atividades durante os festejos juninos que ocorrem em todo Estado.

O presidente do Sindicato dos Condutores do Samu, Adilson Melo, explicou que a reação da categoria é em virtude do Tribunal de Contas do Estado ter constatado irregularidades na redução da jornada de trabalho destas categorias e, com isso retirar uma conquista dos trabalhadores. No entendimento do conselheiro Clóvis Barbosa, relator do processo, a redução da carga horária de 36 para 24 horas, resultou no aumento da despesa com pessoal e no pagamento de horas extras por parte da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS).

 A categoria não concorda com posicionamento do conselheiro, e segundo Adilson Melo, estes foram direitos conquistados e eles não vão abrir mão deles. Ao considerar irregular a jornada de trabalho de 24 horas, o conselheiro diz que a FHS deve reestabelecer a jornada anterior.  A FHS ainda não foi notificada oficialmente.

Detran – A paralisação do Samu não é o único problema a ser enfrentado essa semana pelo Governo do Estado. Os servidores administrativos ligados ao Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público (Sintrase)  e os funcionários do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), também, entrarão em greve, ambos a partir da quinta-feira, 25.

Para marcar o início da greve, o Sintrase está convocando a categoria para um ato público, a partir das 7 horas da manhã, no Centro de Atendimento ao Cidadão (Ceac), da Rodoviária José Rollemberg Leite (Rodoviária Nova).  O Sintrase reclama que o governo não implantou o Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos (PCCV).

Já os servidores do Detran, também,  param as atividades no dia 25 com um ato em frente a sede do órgão, a partir das 8h30.  O sindicato da categoria alega que desde janeiro passado vem tentando negociar com o governo, mas sem sucesso. Por ser um serviço considerado essencial para o judiciário sergipano, um efetivo de 30% será mantido em regime escalonado em todas as unidades. Mas para quem precisar vistoriar o veículo, um aviso: isso só vai  ser possível  na sede do órgão.

Essa será a quarta paralisação nas últimas semanas  dos  servidores do Detran. As outras aconteceram nos dias 3, 10 e 11 de junho, sem que o Governo sinalizasse um diálogo com a categoria.

Compartilhe:

Leia Também

O veganismo e os negócios: mercado está de olho no nicho dos nichos

Powered by Rock Convert O veganismo é uma ideologia ou filosofia de vida que procura …

WhatsApp chat