segunda-feira, 11/11/2019
Início » Editorias » Negócios » Queijo produzido em Sergipe ganha prêmio em evento nacional
Rádio FecomercioPowered by Rock Convert
A Laticínio Alvorada fica em Itaporanga D'Ajuda

Queijo produzido em Sergipe ganha prêmio em evento nacional

Compartilhe:
JOB Connect - Coworking e Escritório VirtualPowered by Rock Convert
O queijo minas padrão, campeão em Santa Catarina

A Laticínio Alvorada, empresa sergipana com sede em Itaporanga D’Ajuda, foi premiada com o selo bronze com o queijo minas padrão, durante o V Prêmio Queijo Brasil, o maior evento de queijos artesanais brasileiros, realizado em setembro, em Santa Catarina. Esse foi o sexto prêmio da empresa, que foi fundada em 2017. “É a coroação de um trabalho. Preenchemos todos os requisitos  e estamos muitos felizes”,  disse  o empresário Miguel Brito, proprietário do Laticínios Alvorada.

“No ano passado, nós ganhamos medalha de ouro com o queijo minas frescal”, lembrou o empresário, ao explicar que a empresa fabrica diversos tipos de queijo. “Nós processamos 800 litros de leite por dia, de nossas próprias vacas”, explicou. Hoje a empresa atende todo o mercado sergipano, tem loja própria e o mix de produtos pode ser encontrado, ainda, em hotéis e delicatesses.

“Temos o queijo madrugada, matriarca minas, meia cura, padrão, mussarela, provolone, queijo coalho com vários temperos, ainda com doce de leite e goiabada. Oferecemos, também, manteiga normal sem lactose, bebidas lácteas, só para citar alguns”, frisou Miguel Brito.

Para conhecer um pouco mais os produtos do Laticínios Alvorada, inclusive fazer pedidos de, por exemplo, tábua de frios, visite o Instagram da empresa: @laticinioalvorada

E também visite a loja própria, na rua  na Galeria Gabriela, sala 2, que fica na rua Francisco Portugal, 837, no bairro Grageru, em Aracaju.

Sobre o prêmio

O Prêmio Queijo Brasil é a maior Premiação de Queijos Artesanais Brasileiros (QAB). A primeira edição foi realizada em 2014 com 136 queijos inscritos. A segunda edição, em 2016, foram 234 e na Terceira Edição em 2017, foram mais de 363 queijos inscritos de todo o país representando a micro e pequena produção artesanal de laticínios. Em 2018 tivemos um número ainda maior, alcançamos mais de 479 queijos.

Tábua de frios produzida pelo Laticínio Alvorada

A Comerqueijo foi idealizada em fevereiro de 2017 e constituída por 20 comerciantes, de todo o país, que se dedicam ao comércio, exclusivo ou não, de queijos artesanais brasileiros e que viam a necessidade de debater  questões que envolvem o Queijo Artesanal Brasileiro, fortalecer a cadeia comercial deste produto e criar um elo ainda mais coeso entre produtor e comerciante.

Entre os objetivos da Comerqueijo estão: “divulgar a diversidade dos queijos artesanais produzidos em território nacional; fortalecer a integração entre os agentes da cadeia produtiva do QAB: produtores, transportadores, lojistas, pesquisadores, consumidores e instituições governamentais”. E “reconhecer e valorizar o produtor artesanal que prioriza a qualidade de seu produto”, além de “estimular a melhoria da qualidade dos queijos através do intercâmbio de conhecimentos entre produtores, consumidores e especialistas”.

Compartilhe:

Leia Também

O segredo do Natal será revelado nesta quarta-feira, no Shopping Jardins

Powered by Rock Convert O segredo do Natal será revelado nesta quarta-feira, 13, a partir …

WhatsApp chat