quarta-feira, 18/09/2019
Início » Editorias » Política » PMDB apoia candidatura de Edvaldo Nogueira
Rádio FecomercioPowered by Rock Convert
Abraço entre Edivaldo Nogueira e Jackson Barreto sela união dos partidos

PMDB apoia candidatura de Edvaldo Nogueira

Compartilhe:

O governador de Sergipe, Jackson Barreto, anunciou hoje, 27,  o seu apoio à pré-candidatura de Edvaldo Nogueira, PCdoB, a prefeito de Aracaju.  Ao mesmo tempo, ele disse que o ex-secretário estadual de Saúde, Zezinho Sobral desistiu de ser candidato e se desdobrou em elogios. “Ele consolidou nos últimos meses, uma imagem de grande gestor e passou a ocupar um espaço político, graças à sua capacidade de trabalho”, afirmou. A desistência de Zezinho ocorreu para atender a um “apelo” de Jackson.

Quanto a candidatura de Edvaldo Nogueira, Jackson explicou que “o esforço foi feito para manter a unidade deste projeto”. “Confiamos em sua atuação e na manutenção dos nossos compromissos agora e em 2018”, completou. Isso significa que o PMDB terá candidato ao Governo do Estado.

“O PMDB abriu mão de dividir o nosso campo político, no sentido de que não poderíamos ter mais um candidato. Isso significaria enfraquecer um projeto político em nossa capital”, insistiu o governador.

Jackson Barreto adiantou que o mote da campanha eleitoral será uma comparação entre a atual administração e o governo de Edvaldo Nogueira, que é ex-prefeito da capital. “Quando nós formulamos um projeto, formulamos para hoje e para o amanhã. Somos um grupo, um projeto político vitorioso há várias eleições. Temos feito um trabalho que corresponde aos interesses de uma boa parte da população sergipana, as eleições têm mostrado isso”, explicou.

Emoção – O ex-prefeito Edvaldo Nogueira, que participou da reunião do PMDB, afirmou que ficou muito emocionado e lembrou que seu primeiro voto, em 1982, foi para Jackson Barreto, quando este disputava uma vaga na Câmara Federal.  “Já ali o PMDB era esse partido que lutava contra a ditadura. Foi com Jackson que aprendi os caminhos de Aracaju, aprendi a olhar o que a população mais carente precisava”, contou Edvaldo.

O pré-candidato reiterou que a escolha do candidato em 2018 será do PMDB, numa eleição que será coordenada por Jackson Barreto. Ele também afirmou que Aracaju precisa de um projeto de parceria entre o governo e a prefeitura de Aracaju e que a essa união irá derrubar a candidatura conservadora de João Alves.

Já o presidente estadual do PMDB, João Augusto Gama, ratificou que seu partido abrirá mão da disputa em 2016, mas que permanecerá na luta em 2018, com o compromisso de ser cabeça de chapa da base aliada. Ele disse ainda que esse processo não deixou sequelas no partido.

“Vamos trabalhar um nome para disputar o governo do estado em 2018. Essa decisão foi tomada ouvindo os diretórios municipais e lideranças do partido. O PMDB entendeu que é preciso ganhar a eleição, e vamos ganhar e manter o grupo unido para 2018l Tenho certeza que o compromisso de Edvaldo será mantido em 2018”, explicou Gama.

 

Compartilhe:

Leia Também

STF afasta Valmir Monteiro, definitivamente, da Prefeitura de Lagarto

O prefeito de Lagarto, Valmir Monteiro, foi afastado definitivamente do cargo por decisão do Supremo …

WhatsApp chat