sexta-feira, 06/12/2019
Início » Artigos » Nutrição e empórios: um negócio em ascensão
Powered by Rock Convert
Os empórios têm atraído cada vez mais as pessoas Foto: Sebrae\MS

Nutrição e empórios: um negócio em ascensão

Compartilhe:
(*) Talita Costa

A longevidade dos brasileiros aumentou nos últimos anos e isso deve-se ao fato de um novo olhar para a saúde e qualidade de vida. As pessoas estão cada vez mais frequentando as academias e aderindo à atividade física, também porque muitos excederam o peso por hábitos de alimentação inadequados.

Com isso, surgiram as casas de alimentos naturais, os chamados “empórios”, trazendo uma nova perspectiva de alimentos, para todos os tipos de dietas ou restrições alimentares.

Muitos locais, além de comercializarem alimentos naturais, ainda servem refeições balanceadas e lanches mais saudáveis. Outras atividades vêm sendo agregadas, como consultas com nutricionista e demais profissionais de saúde, feiras orgânicas e rodas de conversa.

Os empórios destacam-se dos outros estabelecimentos que vendem alimentos, porque são mais especializados, ao comercializarem desde uma simples bala de gengibre, até suplementos alimentares caríssimos para atletas.

São inúmeras opções de produtos, para todos os tipos de dietas, com foco na saúde e nutrição das pessoas. Essas lojas estão ganhando mercado e cada vez mais os brasileiros  as frequentam para adquirir os insumos necessários para consumo ou um ingrediente para uma receita, entre outras necessidades.

Os pais precisam de opções saudáveis para colocar na lancheira dos filhos; os idosos precisam de suplementação, um adoçante ou farinha sem glúten. Produtos sem lactose também são muito procurados por conta da crescente intolerância a essa substância.

Enfim, os empórios têm um grande mercado e podem ser uma boa forma de negócio para quem quer empreender nos próximos anos.

Compartilhe:

Leia Também

A adoção de portadores de necessidades especiais

O desejo pela maternidade ou paternidade leva casais a planejarem uma família. Algumas vezes, no …

WhatsApp chat