domingo, 23/02/2020

“Ecossistema sergipano está brilhando nacionalmente”, diz coordenador do Inova+Sergipe

Compartilhe:
Powered by Rock Convert
Roger Barros, no RPA, em São Paulo

O coordenador do Inova + Sergipe, Roger Barros, disse hoje que o ecossistema sergipano está avançando e que há diversas startups importantes não só no Estado, mas nacionalmente. Ele defendeu mais aportes para que o setor possa crescer ainda mais tornando Sergipe, a cada dia, uma referência no mercado. “Temos também o Caju Valley, que tende a fortalecer o setor. Temos startups brilhando em nosso Estado como o Pagcerto, FilazeroJobiFlix, dentre outros que estão em crescimento neste momento”, frisou. 

Roger Barros afirmou que vem trabalhando junto ao Conselho Regional de Contabilidade (CRC) e Sindicato das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas das Empresas de Serviços Contábeis do Estado de Sergipe (Sescap\SE), para que elas possam orientar os clientes como se beneficiar através da Lei do Bem. Através desta lei, o empresário pode investir em pesquisa e inovação, além de deduzir do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IPRJ) e da Contribuição Sobre o Lucro Líquido (CSLL) no sistema de tributação do lucro real. 

Ao mesmo tempo, o Inova + Sergipe está fazendo um levantamento de todo o ecossistema, verificando quem são os atores para colocá-los todos dentro de um portal, onde poderá ser checado o que há de inovação em todo o Estado. “Estamos incluindo também as universidades que têm muita coisa boa”, ressaltou Roger. 

RPA Meeting 

Em janeiro, o Inova + Sergipe visitou o governador Belivaldo Chagas, e este destacou sua empolgação com as intenções do projeto, valorizando as realizações em andamento, comprometendo-se a ajudar no desenvolvimento das ações. “Ele designou o superintendente executivo da Secretaria de Governo, Ademário Alves, e o superintendente de planejamento econômico, Guilherme Rebouças, para acompanhar o Inova + Sergipe”, lembrou Roger. 

Na semana passada, Roger participou, em São Paulo, do RPA Meeting Administração, Finanças, Fiscal. O evento teve como objetivo difundir conceitos e cases de sucesso na aplicação da tecnologia RPA em segmentos de mercado. A sigla RPA significa RoboticProcess Automation. 

“Tem muita novidade nessa área de inteligência artificial e o uso do robô para agilizar processos e trabalhos repetitivos na área de administração, finanças e fiscal. O robô trabalha 24 horas por dia e o funcionário pode fazer outra atividade. Isso facilita a vida das empresas”, destacou Roger Barros. 

Compartilhe:
Powered by Rock Convert

Leia Também

“O Governo é o único que ganha sem fazer esforço”, afirma dirigente do Sindpese

Powered by Rock Convert O secretário executivo do Sindicato do Comércio Varejista dos Derivados de …