sexta-feira, 14/01/2022
Mais um déficit

Balança comercial de Sergipe tem déficit de quase US$ 80 milhões

Compartilhe:

Em 2021, as exportações sergipanas chegaram a aproximadamente US$ 92,3 milhões, enquanto as importações totalizaram US$ 172,2 milhões, resultando em um déficit de quase US$ 80 milhões. A corrente de comércio do período, composta da soma das exportações e importações, totalizou aproximadamente US$ 264,5 milhões.

As exportações, segundo a classificação por grandes categorias econômicas, foram compostas de bens de consumo (52,73%), combustíveis e lubrificantes (36,40%), bens intermediários (10,82%) e bens de capital (0,05%).

A produção do gás natural

Por sua vez, a composição das importações foi da seguinte forma: bens intermediários (80,25%), bens de capital (14,03%), bens de consumo (5,71%) e combustíveis e lubrificantes (0,01%).

Dentre os produtos mais exportados, destacaram-se: Gás natural liquefeito (US$ 33,6 milhões), suco (sumo) de laranja, não fermentado, sem adição de álcool, com ou sem adição de açúcar ou de outros edulcorantes, congelado (US$ 26,1 milhões) e outros açúcares de cana, beterraba, sacarose quimicamente pura (US$ 4,8 milhões).

Em relação aos principais produtos adquiridos do exterior, destacaram-se: Outros cloretos de potássio (US$ 21,8 milhões), outros trigos e misturas de trigo com centeio, exceto para semeadura (US$ 13,1 milhões) e diidrogeno-ortofosfato de amônio (fosfato monoamônico ou monoamoniacal), mesmo misturado com hidrogeno-ortofosfato de diamônico (fosfato diamônico ou diamonical) (US$ 11,4 milhões).

FIES

A análise da balança comercial sergipana de 2021 foi feita pela Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES), através do Centro Internacional de Negócios (CIN) e do Núcleo de Informações Econômicas (NIE) da instituição.

O documento, disponível no site do NIE (nie.fies.org.br), é uma análise geral das transações comerciais internacionais de Sergipe, a partir dos dados do Comex Stat, sistema para consultas e extração de dados do comércio exterior brasileiro, disponibilizado pelo Ministério da Economia.

No documento ainda é possível observar os principais destinos das exportações do estado, além dos principais fornecedores e averiguar quais os setores que mais exportam no estado.

Últimas notícias:
Compartilhe:

Leia Também

Criminosos aplicam golpes usando Pix e QR Code

O avanço tecnológico no campo do internet banking traz muitas comodidades para o correntista, mas …

Deixe um comentário