sexta-feira, 24/05/2019
Início » Editorias » Cidades » Governo Federal lança Operação Força Amiga
Duplichaves
Foto: Jorge Henrique

Governo Federal lança Operação Força Amiga

Publicado em 13 de fevereiro de 2016, 14:05

Apesar de o Brasil viver um grave problema de saúde pública, com a proliferação do mosquito Aedes Aegipty transmitindo as febres de dengue, chikungunya e zika vírus, o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, disse que a mobilização das Forças Armadas não começou tarde. Ele participou, hoje, 13, em Aracaju, da solenidade de lançamento da Operação Força Amiga, no quartel do 28º Batalhão de Caçadores. Das 8 até às 16 horas, militares e agentes de saúde e endemias, junto com os militares, estarão percorrendo 14 bairros da capital e cinco cidades do interior.

A Operação Força Amiga  ocorre nas unidades militares das 27 capitais e nas principais cidades do país. Durante a solenidade em Aracaju, o ministro Gilberto Occhi, lembrou que quando foram detectados os primeiros casos de microcefalia em Pernambuco, a presidente Dilma Rousseff convocou os governadores para que tomassem atitudes para combater o mosquito Aedes Aegipty. Ele disse, também, que recentemente, os ministros foram convocados para fazer um mutirão nos respectivos ministérios.

Occhi, com o governador em exercício Belivaldo Chagas e o prefeito de Aracaju, João Alves Filho, acompanhou os cerca de 700 militares do Exército, Marinha e Aeronáutica, pelos principais bairros de Aracaju. Inicialmente, a meta das Forças Armadas era de visitar 80 mil domicílios na capital, mas poderia chegar a 100 mil. Eles estiveram nos bairros 17 de Março, Santa Maria, Bugio, Santos Dumont, 18 do Forte, 13 de Julho, Coroa do Meio, Atalaia, Industrial, Mosqueiro, Aeroporto, Robalo, Areia Branca, Suíssa, Pereira Lobo, Getúlio Vargas e Farolândia.

Foto: Jorge Henrique
Foto: Jorge Henrique

Até o momento em Sergipe, foram notificados 180 casos de microcefalia em 46 municípios e há duas mulheres grávidas na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, na capital, cujos os fetos já apresentam microcefalia. Os principais casos da doença ocorrem em Aracaju, com 46 casos, Nossa Senhora do Socorro, com 18, e Itabaiana, com 13.

De acordo com o Ministério da Saúde, até o dia 5 de fevereiro deste ano, foram coletados e enviados para o Laboratório de Referência Nacional, 682 amostras de casos suspeitos de febre zika, sendo 124 foram analisadas e não foi detectado o vírus. As demais ainda aguardam o resultado. Pelo menos, 191 amostras coletas em Aracaju, 76 em Canindé e 42 em Nossa Senhora do Socorro.

Brasil – Em todo país, o Governo Federal mobiliza  220 mil militares das Forças Armadas, que  trabalham com os profissionais dos Estados e municípios. O reforço do Exército, Marinha e Aeronáutica está  em 350 municípios e distribuem cerca de 4 milhões de folhetos informativos.

No Dia Nacional de Mobilização Zika Zero, a região Sudeste recebe o maior número de militares, com 104,4 mil pessoas. A região Centro-Oeste, com 35 mil militares, seguida do Nordeste, com 28,6 mil; Norte, com 28,3 mil; Sul, com 23,7 mil militares.

Nas casas que estiverem vazias durante a visita – tanto em Sergipe como no restante do País – o material informativo será deixado nas caixas de correspondência, com o número de telefone da unidade de saúde local para que depois o proprietário agende uma visita das autoridades sanitárias.

A Operação Força Amiga prossegue durante  a próxima semana – de 15 a 18 – com um mutirão de erradicação de focos do mosquito e descontaminação. Os militares serão empregados, nesta ação, com o apoio dos órgãos federais, estaduais e municipais. E uma quarta fase, com campanha de divulgação nas escolas, em fevereiro e março. O objetivo é levar informação sobre a gravidade dos casos e os procedimentos a serem adotados para cooperar com a campanha nacional.

JOB Connect - Coworking e Escritório VirtualPowered by Rock Convert

Leia Também

Passageiros recebem 28 ônibus novos

Os usuários do transporte coletivo de Aracaju já têm à disposição 28 novos ônibus, um …