segunda-feira, 18/11/2019
Início » Editorias » Cidades » PF apreende droga avaliada em R$ 8 milhões
Rádio FecomercioPowered by Rock Convert
A pasta base estava no fundo falso de uma carreta Foto: André Moreira

PF apreende droga avaliada em R$ 8 milhões

Compartilhe:
JOB Connect - Coworking e Escritório VirtualPowered by Rock Convert

A Polícia Federal em Sergipe apreendeu uma carga milionária de pasta base de cocaína avaliada em R$ 8 milhões.  A apreensão da droga ocorreu durante uma operação realizada na noite de domingo no município baiano de Tucano, que culminou com a prisão em flagrante quatro pessoas, entre elas o dono do entorpecente Carlos Alberto Cassiano de Freitas, 31, conhecido com Tatu.  Um quilo de pasta base chega a custar R$ 10 mil e com essa mesma quantidade se faz três quilos de cocaína.

O policial federal Márcio Lopes contou que a  prisão aconteceu no  momento em que as outras pessoas faziam a entrega da droga a Tatu, que estava escondida no fundo falso de uma carreta bitrem. Todos estão presos no Complexo Penitenciário Advogado José Jacinto Filho (Compajaf) e vão responder por associação para o tráfico e tráfico  interestadual de drogas.

Márcio disse que essa investigação começou em agosto do ano passado, em Lagarto, quando da apreensão de 630 quilos de maconha. Foi a partir daí que se descobriu que havia uma organização criminosa responsável por transportar,  distribuir e vender drogas em Sergipe e demais estados do Nordeste.

As investigações  tiveram sucesso no domingo à noite, na cidade de Tucano, quando, além de Tatu, foram presos Fábio Henrique da Cruz, 32 anos, Ermano Vyctor de Deus da Silva, 21, e Leonardo Carlos Hansen da Silva, 34. A carreta  bitrem foi trazida para a superintendência da PF em Sergipe e toda droga foi retirada. Segundo Márcio Rodrigues, antes de transportar a pasta base de cocaína, a carreta bitrem estava com um carregamento de açúcar.

Márcio Lopes afirmou que essa prisão de domingo não tem nenhuma relação com as investigações feitas pela PF sobre tráfico que culminaram, na semana passada com a prisão do vice-presidente do Facebook para América Latina,   Diego Dzodan, no dia 1º de março, por ordem do juiz criminal de Lagarto, Marcel Maia Montalvão.  “Esse processo está sob segredo de Justiça”, destacou.

Compartilhe:

Leia Também

Aracaju terá árvore de Natal com 12 metros de altura na Atalaia

Powered by Rock Convert Depois de onze anos sem ter uma árvore de natal, devido …

WhatsApp chat