quarta-feira, 25/08/2021
Tesouro Direto é um dos bons investimentos Ilustração: Escola Virtual

Investimentos no Tesouro Direto voltam a subir

David Rocha (*)

As compras de títulos públicos vêm subindo mês a mês. Veja quais são as vantagens de se investir neles e porque você deveria prestar atenção nesse investimento.

O número de investidores no Tesouro Direto voltou a subir e as compras de títulos vêm superando as vendas nos últimos três meses.

Neste texto irei mostrar o porquê de o tesouro direto poder ser um dos melhores investimentos do momento, suas vantagens e desvantagens.

O Tesouro Direto é o programa de compra e venda de títulos públicos do governo federal. Esse foi o primeiro investimento a popularizar para a maioria das pessoas que antes só deixava o dinheiro na poupança.

Mas não pense você que por ser um investimento de simples acesso ele é de baixa rentabilidade. Na verdade, o Tesouro Direto pode ser o melhor quando se trata de segurança e rentabilidade.

Segurança porque o risco dele é o menor do país, menor até do que a tal da caderneta de poupança. E a rentabilidade dele pode vir a ser bem aproveitada para criação de estratégias.

O aumento recente nas compras de títulos públicos se deve ao fato do aumento da Selic e da inflação nas alturas. E como dados do Relatório Focus preveem uma Selic ainda mais alta e uma inflação cada vez mais perigosa, o Tesouro Direto volta a ser um dos melhores investimentos para aproveitar esse cenário.

Em resumo, podemos dividir os títulos públicos em três categorias:

1 – Selic (pós-fixados) – Os títulos do tesouro Selic são utilizados principalmente para acompanhar a variação da taxa Selic, por isso são recomendados para investimentos de curtíssimo prazo, como a margem de garantia. Outro fator é que eles são tidos como os mais seguros do Brasil.

2 – Tesouro pré-fixado – títulos com rentabilidade vistosa hoje, próxima dos 10 % ao ano, de maneira garantida e segura, chamam muita atenção dos investidores, são bons de serem utilizados para objetivos com prazo definido. Por exemplo, a troca de carro daqui a 3 anos.

3 – Tesouro IPCA – Títulos focados no médio/longo prazo têm como principal função superar a inflação ao longo do tempo. Muito bom para objetivos de cinco anos ou mais, pois você sabe que com certeza seu dinheiro estará valendo mais que hoje.

Esses três tipos de títulos podem ser usados ainda com estratégias avançadas que permitem um retorno maior muito mais rápido, já que eles usam marcação a mercado.

Sempre falei que a renda fixa não morreu. E com a Selic podendo chegar a 7% ainda esse ano e a inflação crescendo descontrolada, muitos investidores se voltarão para a renda fixa, pois nela terão muitas chances de lucro, principalmente no tesouro direto que permite você negociar esses títulos e ganhar na variação ao mercado.

Quer saber mais sobre como investir no tesouro direto e utilizar estratégias mais avançadas que o auxiliará a ter um retorno bem mais rápido de seus títulos?

Veja o vídeo abaixo, onde explico em detalhes sobre o Tesouro Direto:

 

(*) David Rocha escreve semanalmente, às terças-feiras. Ele é assessor de investimentos e educador financeiro, que vive o mercado diariamente, desde 2011, e autor do livro Tesouro Direto – Um Caminho para a liberdade financeira de 2016.

** Esse texto é de responsabilidade exclusiva do autor.  Não reflete, necessariamente, a opinião do Só Sergipe.

Leia Também

Conta do Instagram hackeada? Siga estes passos

O que os usuários do Instagram têm em comum? Se você fizer essa pergunta a …