quinta-feira, 14/01/2021
A sua mesa de trabalho representa você? Fotos: Pixabay

Arrumando a mesa

Petruska Menezes (*)

Na Psicanálise, acreditamos que tudo o que fazemos reflete um pouco de nós. Quer ver? Como anda a sua mesa de trabalho? Qual mesa de trabalho? A que você está usando atualmente. Se for home office, veja o local que você está usando para trabalhar; se for no escritório ou na empresa, observe o espaço que você utiliza no dia a dia.

Vamos olhar o seu espaço? Sua mesa é organizada? Suas canetas e lápis estão no suporte adequado? Os papéis, documentos e pastas estão empilhados e separados seguindo alguma ordem ou estão espalhados por toda a mesa e você precisa de um tempo para achar o que precisa? E seus arquivos do computador estão separados em pastas ou está tudo em uma única pasta e você também gasta tempo para encontrá-los? Na sua mesa tem tudo o que você precisa ou, por exemplo, para grampear folhas você tem de se levantar e se dirigir até outro local?

Olhe a sua mesa. Será que essa confusão não significa algo para você? Não vale dizer que é falta de tempo, porque tempo é o que você mais gasta para achar algo quando tudo está perdido em cima da mesa ou no computador.

Essa pandemia bagunçou toda a nossa vida, isso é uma verdade, e a nossa mesa pode refletir isso, por mais estranho que pareça. Não falo das pessoas que já têm sua forma bagunçada de ser. Sabe aquela pessoa que vive na bagunça, mas sabe onde tudo está? Que se alguém chegar e resolver arrumar as coisas, aí é que bagunça tudo? Na sua mente, o que para o outro é bagunça, para você está do seu jeito de organizar e é assim que funciona. Seu processo de funcionamento mental é específico para si e precisa ser respeitado, mas se você não é assim, quem sabe arrumar a sua mesa de trabalho não seja o primeiro passo para começar a se organizar e ganhar mais tempo para se constituir internamente? Te convido a tentar…

Má postura no ambiente laboral é responsável pelo surgimento de doenças ocupacionais

O segundo passo, é cuidar do corpo. Trabalhar sem respeitar os limites corporais é danoso e trará consequências pela repetição, principalmente para quem está trabalhando em casa. É importante verificar como você está sentado. Primeiramente, é necessário ver se a cadeira é adequada para o trabalho. Se é confortável e está na altura certa para os pés, o joelho, o quadril, a coluna, o pescoço; se os braços estão na altura correta e apoiados na mesa; a tela do computador na altura dos olhos, para que a cabeça e o pescoço não sofram no final do dia.

A tensão dos problemas que surgem no trabalho somada à má postura agridem toda a musculatura, principalmente os ombros e o pescoço, e não posso diferenciar uma tensão e dores musculares no pescoço e ombros de uma tensão emocional e má postura, pois acredito que os dois acabam acontecendo ao mesmo tempo. Assim, além de somar a tensão gerada pela contração muscular feita pelo trabalho, junta-se a má postura, potencializando-se a dor.

Por um mês pode parecer bobagem, mas depois de um ano a pessoa já começará a apresentar incômodos e dores que não saberá explicar e, muitas vezes, também algum desconforto emocional/psíquico.

Nosso corpo, nossas ações e tudo o que fazemos refletem no que somos: das coisas mais simples – como a arrumação da mesa – até aspectos mais complexos, como a construção de projetos, textos, livros, arte, programas e tudo o que pretendemos produzir. Que tal começar a olhar com mais carinho para o que você faz e se perceber, começando por sua mesa de trabalho?

(*) Profa. Esp. Petruska Passos Menezes é psicóloga e psicanalista, integrante do Círculo Psicanalítico de Sergipe, tem MBA em Gestão e Políticas Públicas pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), Gestão Estratégica de Pessoas (pela Fanese), Neuropsicologia (pela Unit) e em curso Gestão Empresarial pela FGV.

** Esse texto é de responsabilidade exclusiva da autora.  Não reflete, necessariamente, a opinião do Só Sergipe.

Leia Também

O Boom das Commodities não explica o crescimento da economia brasileira (II)

Na segunda edição do ano da Economia Herética foi abordado o fato de que aquilo …