quarta-feira, 09/06/2021
A saúde requer cuidados e atenção e isso é o que traz uma boa imunidade Fotos: Pixabay

Alimento artesanal X alimento industrializado

(*) Talita Costa

Você sabe a diferença entre um alimento artesanal e um alimento industrializado?

Sempre que as pessoas vão às compras de alimentos, elas ficam na dúvida sobre o que comprar, principalmente quando se quer seguir uma dieta saudável.

No Guia Alimentar para a População Brasileira, o Ministério da Saúde divide os alimentos em três tipos. Sendo que dois tipos são: os alimentos processados e os alimentos ultraprocessados. Mas, então, o que é um alimento industrializado?

Esse tipo de alimento passa por uma série de etapas, técnicas e adição de ingredientes químicos. Eles vão desde os minimamente processados até os ultraprocessados.

Já o alimento artesanal é definido como aquele elaborado a partir de técnicas manuais e utilização de alguns maquinários, em pequena escala, por pessoas que têm o domínio total ou quase total do processo produtivo.

Sendo assim, os nutricionistas aconselham o consumo desses produtos, os quais também possuem alta qualidade, tanto higiênico-sanitária quanto na forma de elaboração, utilizando ingredientes muitas vezes orgânicos e sem adição de conservadores.

O alimento artesanal também permite um bom aporte nutricional e um médio prazo de validade, utilizando métodos de tratamento que pouco agridem seus compostos bioativos, em alguns casos até potencializando seus benefícios à saúde.

É importante fazer boas escolhas

Diante disso, deve-se fazer boas escolhas ao adquirir os alimentos para consumo. A saúde requer cuidados e atenção e isso é o que traz uma boa imunidade.

Os alimentos ultraprocessados devem ser banidos da dieta habitual do indivíduo, pois é através desses que todo o aporte de defesas do organismo é destruído.

Um bom alimento artesanal ultrapassa muito a qualidade em relação ao alimento produzido em grandes indústrias.

Não esqueça que a saúde é nosso bem mais precioso!

(*) Talita Xavier Costa é nutricionista – CRN5 6605,  pós-graduada em Gestão, Qualidade e Segurança em Alimentação, especialista em Auditoria em Alimentação e Nutrição e especialista em Alimentação Escolar.

** Esse texto é de responsabilidade exclusiva do(a) autor(a).  Não reflete, necessariamente, a opinião do Só Sergipe.

Leia Também

 Crise de líderes ou apatia da população?

Já tínhamos escrito sobre a função do líder na quarentena , em 20.04.2020. Trataremos hoje …