segunda-feira, 23/07/2018
Início » Editorias » Cidades » Em 2017, acidentes de trânsito caem 12,3% em Aracaju
Duplichaves
As blitze foram constantes na região metropolitana de da capital

Em 2017, acidentes de trânsito caem 12,3% em Aracaju

Share Button

Pelo segundo ano consecutivo, da Companhia de Polícia de Trânsito (CPTran) contabilizou uma diminuição no número de acidentes de trânsito. Em 2017 foram registrados 988 acidentes, contra 1.065 casos em 2016 e 1.123 em 2015, resultando em uma redução de 12,3%. Os dados são do Serviço de Atendimento a Acidentes de Trânsito (SAAT), setor da CPTran responsável pelo atendimento de sinistros ocorridos na capital e região metropolitana, os quais resultem em vítimas (lesão corporal ou resultado morte).

Outro dado positivo refere-se a “Lei Seca”. As estatísticas comprovam que a diminuição dos acidentes está associada à intensificação da presença da Policia Militar nas ruas. Dessa forma, também foi constatada redução significativa no índice de condutores enquadrados no artigo 165 do CTB (dirigir sob influência do álcool).

Em 2016, foram flagrados 771 condutores, onde 188 destes, além de notificados, foram presos em flagrante por apresentar índice acima de 0,33mg/L no teste de etilômetro ou, no caso daqueles que mesmo recusando a realizar o teste, apresentaram indícios claros de embriaguez. Já no ultimo ano, foram confeccionados 674 autos, sobre o mesmo artigo, resultando em uma diminuição de 12,58%. Já a quantidade de motoristas conduzidos à delegacia, 171, significou uma diferença de 9,04%.

Sobre as prisões por enquadramentos diversos, a companhia de trânsito efetuou 316 flagrantes no ano passado, um aumento de 41%, se comparado com o ano de 2016. Com destaque para 21 casos de porte ilegal de ama de fogo e 19 por tráfico de entorpecentes. Ainda no mesmo ano, 42 veículos com restrição de roubo/furto foram recuperados pela Companhia de Trânsito.

Para a capitã Cláudia, subcomandante da CPTran, é notável a mudança comportamental da sociedade na relação álcool X direção, em que cada vez mais motoristas que consomem bebidas alcoólicas evitam conduzir veículos. Segundo a oficial, esta relação positiva pode ser constatada com a diminuição do fluxo de veículos, não só durante o réveillon, mas nos períodos em que acontecem grandes eventos. A capitã destaca ainda, como a sociedade vem entendendo positivamente, que as ações da companhia estão voltadas, sobretudo, para o serviço ostensivo, e não meramente fiscalizações de trânsito.

Share Button
WWebsites

Leia Também

Repórter fotográfico Jorge Henrique faz exposição no Shopping Jardins

Depois de 35 dias cobrindo a Copa da Rússia, o repórter fotográfico Jorge Henrique Oliveira …