domingo, 17/01/2021
Senador Vicentinho Alves (D), 1º Secretário do Senado, ao lado do presidente Renan Calheiros na sessão que votou a instauração do processo de impeachment Foto: Agência Senado

Vincentinho levará intimação a Dilma

Ainda hoje pela manhã quinta-feira (12), o 1º secretário do Senado, senador Vicentinho Alves (PR-TO), levará à presidente Dilma Rousseff mandado de intimação assinado pelo presidente da Casa, Renan Calheiros, comunicando a instauração do processo de impedimento por crime de responsabilidade.

Por 55 votos a 22 e duas ausências, o senadores afastaram a presidente Dilma Roussef do cargo, por um prazo de até 180 dias.

No mandado de intimação, Renan Calheiros lembra que a Câmara dos Deputados autorizou a instauração do processo e que o Senado admitiu o seu prosseguimento em sessão iniciada no dia 11 de maio e encerrada na manhã desta quinta-feira (12).

Segundo informa o documento, a presidente deverá ficar afastada de suas funções até a conclusão do julgamento do processo de impeachment pelo Senado ou até 180 dias como determina a Constituição.

No período de afastamento, Dilma Rousseff manterá as prerrogativas do cargo relativas ao uso da residência oficial, segurança pessoal, assistência à saúde, transporte aéreo e terrestre, remuneração e equipe a serviço no gabinete pessoal.

Presidente do Supremo

Renan Calheiros também informou que às 16h desta quinta-feira (12) haverá uma reunião da Mesa Diretora, com a participação do presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, que assumirá a presidência do Senado para os fins do processo de impeachment.

Também devem participar o presidente da Comissão Especial, Raimundo Lira (PMDB-PB), o relator Antonio Anastasia (PSDB-MG) e líderes partidários.

Agência Senado de Notícias

Leia Também

Por unanimidade, Anvisa aprova uso emergencial de vacinas contra covid

Por unanimidade, os cinco diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovaram o uso …