quinta-feira, 14/11/2019
Início » Editorias » Política » TRE decide, no dia 19, se cassa ou não, o mandato de Belivado Chagas e da vice
Rádio FecomercioPowered by Rock Convert
O governador Belivaldo e a vice, Eliane Aquino: mandato em perigo

TRE decide, no dia 19, se cassa ou não, o mandato de Belivado Chagas e da vice

Compartilhe:

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) julga, no dia 19 de agosto, segunda-feira,  a partir das 14 horas, o processo em que o Ministério Público Eleitoral (MPE) pede a cassação da chapa de Belivaldo Chagas e Eliane Aquino, eleitos para os cargos de governador e vice, respectivamente. O relator, desembargador Diógenes Barreto, já concluiu o voto e vai encaminhá-lo para apreciação e julgamento do Pleno do TRE.

Caberá a procuradora do MPE, Eunice Dantas, argumentar acerca do pedido de cassação.  Ela acusa Belivaldo de fazer o uso da máquina administrativa para promover sua imagem, o que beneficiou sua candidatura.

Na ação, a procuradora afirma que, próximo à eleição, Belivaldo fez diversas solenidades públicas no interior do Estado que anunciavam obras “que sequer estavam concluídas”. Para o MPE, Belivaldo usou o Programa Mão Amiga para fins eleitoreiros e reiteradamente organizou cerimônias abertas para entrega de cartões e senhas aos beneficiários, com “publicidade ostensiva”.

A procuradora Eunice Dantas pede a cassação do mandato do governador e a inelegibilidade por oito anos. Segundo a legislação, a punição se estende à Eliane Aquino, que perderá o mandato, em caso de condenação, mas não ficará inelegível. O MPE entende que Eliane não participou das condutas abusivas que resultaram no processo.

 

Compartilhe:

Leia Também

Justiça concede habeas corpus ao ex-prefeito Sukita; filha diz que haverá festa em Capela

A Justiça determinou a soltura, no final desta manhã, ao ex-prefeito de Capela, Manoel Messias …

WhatsApp chat