segunda-feira, 03/08/2020
O bairro Atalaia concentra o maior número de casos de Covid-19

Sergipe não aparece em pesquisa do Mtur como destino turístico

Compartilhe:

O Estado de Sergipe e sua capital, Aracaju, não aparecem como um dos 10 principais destinos turísticos da Pesquisa de Sondagem Empresarial, realizada pelo Ministério do Turismo (Mtur) , com 175 empresas de comércio de viagens. Os três principais destinos são as cidades de Porto Seguro (BA), Maceió (AL) e Natal (RN). A reportagem foi publicada hoje, 01, no site do Ministério do Turismo.

Depois das três primeiras mais procuradas, os demais destinos são Gramado (RS), Rio de Janeiro, Porto Seguro (BA), Ipojuca (PE), São Paulo, Salvador e Campos do Jordão (SP).

A pesquisa mostra que 49,2% das demandas turísticas são para sol e praia; 15,3% cultura e patrimônio histórico; 10% outros, 9,9% trabalho e negócios; 9% , natureza e ecoturismo; 3,3 % turismo de aventura; 3,2% religião. Nesses percentuais não há nenhuma indicação na pesquisa de que Sergipe ou a sua capital estejam incluídos.

A pesquisa é de abril deste ano, com empresas do setor de agências e organização de viagens no Brasil, referente à percepção dos empresários quanto ao desempenho e à perspectiva de seus estabelecimentos e de seus destinos.

Senadora critica

Senadora Maria do Carmo: curiosidades

A senadora Maria do Carmo, DEM, defendeu uma política de turismo mais agressiva e estratégica para Sergipe. “Turismo é vetor do desenvolvimento. Não podemos esquecer isso. O Estado deve implementar uma política assertiva, considerando essa perspectiva, pois é o caminho mais curto para sair da crise financeira em que se encontra”, disse.

Apesar de 49,2% das demandas turísticas serem para sol e mar, as praias sergipanas não estão inclusas, o que chamou a atenção da senadora. “Estamos falando de Sergipe, pois temos sol praticamente o ano inteiro e invejáveis praias na capital e em municípios próximos, como a praia do Saco, Abaís, Caueira, Pirambu, Atalaia Nova. Isso, sem falar no nosso Cânion de Xingó, em Canindé do São Francisco, e na riqueza histórica de cidades como São Cristóvão e Laranjeiras”, alertou a parlamentar.

Segundo a senadora, o setor turístico representa  6% do Produto Interno Bruto (PIB) do país e gera algo em torno de 9 milhões de empregos diretos.

Compartilhe:

Leia Também

“O NB Hotel é uma marca que já tem uma repercussão muito satisfatória no mercado”, garante Dary Rigueira, gerente geral do empreendimento

A retomada gradual da economia em Sergipe, iniciada no dia 31 de julho, através de …

Deixe uma resposta