sexta-feira, 15/01/2021
O comércio eletrônico está em alta Foto: Uihere

Seis dicas de marketing para as festas de fim de ano

Cleomir Santos (*)

Certamente, as festas de fim de ano em 2020 serão bem diferentes comparando com anos anteriores.

Embora esta época represente uma ótima oportunidade para geração de negócios, a pandemia criou ondas de mudanças sociais e econômicas que muitas empresas ainda estão na chamada fase de adaptação e transformação.

É crucial obter o máximo de retorno nos investimentos em campanhas de marketing. Para uma pequena empresa, isso significa encontrar as melhores formas de tornar sua estratégia mais eficaz e assertiva.

Aqui está a ótima notícia:

Ferramentas de loja virtual e redes sociais podem ajudá-lo a ter uma fantástica temporada de vendas no fim de ano e, o melhor, sem gastar muito.

Continue lendo este artigo no qual descrevi seis maneiras de preparar a sua estratégia de marketing nesta temporada de festas.

1. Prepare seu site para um pico no tráfego devido as férias

Não é segredo que o comércio eletrônico está em alta. 71% dos consumidores assíduos afirmam que farão a maior parte de suas compras na internet, quando a temporada de férias chegar.

Dito isso, é melhor garantir que o site da sua empresa esteja pronto para esse aumento repentino de consumidores.

Você pode fazer isso:

  • Melhorar a velocidade do seu site
  • Garantir a otimização para uso de celulares
  • Testar os cupons ou códigos promocionais
  • Escolher um serviço de hospedagem confiável e fazer backup de todos os dados

No entanto, gerar tráfego é apenas uma parte da equação.

Para esta temporada no varejo, esperamos ver muitas pessoas comprando online pela primeira vez.

Pense nisto:

Devido ao contágio do coronavírus, os adultos e idosos estão mais predispostos a comprar no ambiente online, por conta da segurança. Concordam?

Com todo esse aumento de consumidores de primeira viagem, seu site precisa ter uma experiência de usuário simples e intuitiva. É muito importante verificar se todos os recursos da sua loja virtual estejam funcionando e que a finalização da compra seja segura.

Teste a experiência do usuário em seu site e reformule sua vitrine colocando os melhores produtos e serviços no centro das atenções. Facilite a busca (e compra) dos presentes certos para seus clientes.

2. Atualize sua listagem local para as festas de fim de ano

É razoável esperar que, durante o fim deste ano, as preocupações da COVID-19 levem a uma queda nas vendas de lojas físicas. No entanto, isso não significa que você deve se concentrar apenas na sua loja virtual.

O seu espaço físico ainda será um canal de vendas valioso.

Em antecipação ao feriado e à possibilidade de atrasos nas remessas, os compradores estão recorrendo às compras onicanal. Só para ilustrar, um terço dos consumidores afirmam estar mais interessado em comprar online e retirar o seu produto na loja física.

Embora as lojas não fiquem tão cheias de clientes, elas poderão servir como um centro de coleta para os consumidores que não querem ter preocupação com prazos na entrega. Portanto, certifique-se de que seus clientes saibam quando a sua loja física estará funcionando.

Para uma melhor experiência, todos os seus canais online devem transmitir a mesma mensagem. Verifique se o seu perfil no Google Meu Negócio e suas redes sociais estão atualizados nos horários de funcionamento nos feriados e protocolos de segurança contra a pandemia.

3. Encontre hashtags adequadas para férias e fim de ano

As redes sociais fizeram mudanças significativas em seus algoritmos. Dito isso, a maioria das empresas tiveram uma queda no alcance de seus conteúdos, porque os feeds dessas mídias sociais dependem de pessoas que gostam e seguem sua página.

É aqui que entram as hashtags.

Os usuários de mídia social agora podem decidir seguir hashtags específicas. Primeiramente, escolha as mais relevantes para atingir o seu público-alvo e aumentar a visibilidade de suas campanhas.

Na verdade, o uso de hashtags torna-se mais relevante ainda em temporadas de férias e final de ano.

Dê uma impulsionada nas suas campanhas usando uma lista de hashtags diferentes para cada feriado ou evento, incluindo Black Friday, Natal e Ano Novo.

No entanto, cuidado para não abusar do uso de hashtags.

Para você ter uma ideia, as postagens no Facebook e Twitter funcionam melhor com 1-2 hashtags, enquanto as do Instagram podem ter um bom desempenho utilizando nove hashtags.

4. Use o vídeo marketing

Você sabia que uma pessoa tem maior probabilidade de comprar um produto depois que a mesma assiste a um vídeo?

Não é de se admirar que uma grande parte das empresas investem cada vez mais em vídeo marketing.

Muitos consumidores podem não se sentir tão confortáveis comprando pessoalmente. Portanto, para aqueles que optam por fazer compras remotamente, o vídeo é a ferramenta perfeita para educação sobre o produto.

Como pequeno empreendedor, você pode utilizar vídeos para mostrar produtos e serviços, ou até mesmo depoimentos de clientes satisfeitos. O vídeo marketing também pode ajudá-lo a aumentar seu envolvimento nas redes sociais, fazendo com que sua marca tenha conteúdos humanizados.

Existem diversas maneiras de utilizar vídeos em sua estratégia de marketing, mas às vezes não é o conteúdo mais acessível para criar. No entanto, os consumidores estão priorizando cada vez mais a autenticidade em vez de uma produção profissional.

Para entender melhor como usar vídeos nas redes sociais, leia este artigo, clique aqui.

5. Trabalhe ao lado de uma instituição de caridade local

Nesta época de fim de ano, as doações serão extremamente prevalentes. Todas as comunidades estão passando por desafios sociais e econômicos devido à pandemia.

Com grandes desafios, surgem oportunidades para pequenas empresas se estabelecerem como parte integrante da comunidade.

Sem mencionar que os consumidores procuram comprar de empresas que possuem influência positiva.

A essa altura, você deve estar pensando: “ Meu negócio já está passando por dificuldades, como posso doar para a comunidade? ”

Isso requer um pouco de criatividade, mas é realmente possível.

Durante tempos como este, sua empresa pode incentivar as pessoas, prometendo uma porcentagem das vendas a uma instituição de caridade local. Por exemplo, você pode informar aos clientes que 5% de cada compra será doada a uma casa de apoio a crianças com deficiência.

6. Crie diálogos nas redes sociais

Muitas empresas hoje ainda usam as mídias sociais para criar um diálogo unilateral. Em outras palavras, eles estão preocupados apenas com seu alcance total.

Se você deseja criar relacionamentos com o cliente, precisa se concentrar no engajamento. Ao contrário do alcance, o engajamento envolve um diálogo bidirecional entre sua marca e clientes.

Certamente, você não possui o mesmo orçamento de uma grande empresa. Mas você tem a oportunidade de se conectar com sua pequena comunidade. Criar esse diálogo nas redes sociais pode causar um impacto positivo na sua estratégia de marketing.

Existem várias maneiras de começar um diálogo nas redes sociais.

Por exemplo:

  • Responda aos comentários do cliente
  • Faça perguntas ou crie enquetes
  • Use as transmissões ao vivo (Live)
  • Reposte um conteúdo gerado por seus seguidores
  • Envolva-se em discussões sociais relevantes

Ao estabelecer uma comunicação com seus clientes, você pode gerar confiança enquanto aprende mais sobre desejos e necessidades.

Em suma, os clientes que confiam e gostam de você são mais propensos a comprar seus produtos ou contratar seus serviços.

Considerações finais

Não há dúvidas sobre isto – o final de ano de 2020 será diferente dos anos anteriores. As pessoas mudaram a maneira como vivem, fazem compras e até comemoram.

As pequenas empresas precisam aprender e se adaptar enquanto preparam as férias e festas do fim de ano.

De atualizações nos sites a mudanças nas estratégias das redes sociais, existem diversas maneiras de comercializar seus produtos ou serviços. No entanto, a coisa mais significativa que sua marca pode fazer é se preparar cedo.

Espero que tenham gostado do artigo e desejo a todos uma ótima temporada de férias, festas e muitas vendas.

(*) Consultor de Marketing Digital, natural da cidade de Aracaju (SE), amante da música, de um bom café, aquela reunião com boas companhias, fissurado em viajar e um ótimo comunicador que ajuda pessoas e pequenos empreendedores através de conteúdos no Portal Me Ajuda Cleo.

** Esse texto é de responsabilidade exclusiva do autor.  Não reflete, necessariamente, a opinião do Só Sergipe.

Leia Também

O Boom das Commodities não explica o crescimento da economia brasileira (II)

Na segunda edição do ano da Economia Herética foi abordado o fato de que aquilo …