segunda-feira, 18/01/2021

Professores ocupam Palácio dos Despachos

Os professores da rede estadual decidiram ocupar, por tempo indeterminado, o Palácio de Despacho, sendo que 27 deles se algemaram. A atitude foi tomada no final da manhã de hoje, 27,, depois que uma comissão do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintese) foi procurar o secretário de Educação, Jorge Carvalho, que não os recebeu. O diretor do Sintese, Roberto Silva, disse que o secretário “fugiu pelos fundos para não nos receber”. A assessoria de imprensa da secretaria rebate a informação e disse que os professores não agendaram antes. Ao serem informados da “fuga” do secretário Jorge Carvalho, os professores, que desde cedo estavam em um ato em frente ao Palácio dos Despachos, ocuparam o prédio.

De acordo com a diretora do Sintese, Lúcia Barroso, as algemas foram usadas como símbolo para dizer ao governo que os professores não são marginais. Durante a ocupação, o vice-governador Belivaldo Chagas, que estava dentro do Palácio chamou uma comissão do Sintese para conversar, sugeriu que os professores deixassem a sede do governo, mas eles não concordaram. Belivaldo disse que se encontraria com o governador e diria a ele sobre a reivindicação dos professores. Sem resposta, eles mantiveram a ocupação.

A Secretaria de Educação, por meio da assessoria, disse que o secretário “não saiu pelos fundos e cumpriu agenda normal”. Ele teria saído para participar da posse da nova procuradora geral do Estado, Maria Aparecida Gama.

Leia Também

Cerca de 25 mil sergipanos devem ser imunizados contra Covid-19 nesta primeira fase

Sergipe recebe as primeiras doses da vacinação contra o novo coronavírus nesta segunda-feira(18), pelo Ministério …