quinta-feira, 29/10/2020
A safra de milho foi significativa em Sergipe Foto: Arquivo/ASN

Plano Safra contempla produtor rural com R$ 285 milhões

O produtor rural sergipano recebe mais um auxílio para aumentar sua produção e, consequentemente, o seu negócio. É que o Banco do Brasil anunciou, no Plano Safra 2017/2018, um aporte de R$ 103 bilhões em crédito para ser distribuído em todos os estados. Sergipe foi contemplado com R$ 285 milhões para operações em crédito rural.

O presidente do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli, afirmou que o valor destinado para a próxima safra é 30% maior do que o da safra 2016/2017, quando a instituição liberou R$ 72 bilhões para o financiamento da produção agrícola.

O anúncio foi feito em uma cerimônia com a presença do presidente Michel Temer e dos ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e da Agricultura, Blairo Maggi.

Agronegócio

“O agronegócio foi determinante para a melhoria de vários indicadores econômicos, entre eles a inflação”, afirmou Paulo Caffarelli, durante a cerimônia de lançamento dos recursos, nessa terça-feira, 11, em Brasília. “Esse quadro do setor é fruto da combinação de crédito e tecnologia, e, acima de tudo, pela deficiência dos produtores rurais brasileiros”, completou o executivo.

Além dos recursos disponibilizados, a instituição financeira também aplicou uma redução, de um ponto percentual, para as linhas custeio, investimento e comercialização da agricultura empresarial. Com isso o teto máximo dos juros cobrados no programa caiu de 9,5% ao ano para 8,5% ao ano.

Nas linhas do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), serão destinados R$ 15,5 bilhões no âmbito do programa, com taxa de juros reduzida de 8,5% ao ano para 7,5% ao ano.

As taxas reduzidas para agricultura familiar no âmbito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) foram mantidas. Elas vão de 2,5% ao ano a 5,5% ao ano.

Leia Também

Sergipe registra 79% de aumento em negociação de dívidas

A QuiteJá , plataforma de recuperação de crédito, registrou um aumento de 79% em acordos realizados …