segunda-feira, 10/08/2020
O recado importante de Tio Ben, ao Homem-Aranha sobre seus superpoderes

Os desafios do e-commerce no Brasil

Compartilhe:
Thiago Noronha (*)

Saudações!

“Com grandes poderes vêm grandes responsabilidades”, também conhecido como princípio de Peter Parker, é um provérbio popularizado pelos quadrinhos do Homem-Aranha escritos por Stan Lee. Originalmente, proferido pela boca do Tio Ben, personagem do universo dos quadrinhos, esse termo nos traz à nossa reflexão mensal. Mês passado, inclusive, fizemos alguns apontamentos sobre a evolução do home office e da mudança de hábitos provocados pela pandemia da covid-19 (se você perdeu, clica aqui).

Outro hábito em processo de mudança (não de agora, diga-se de passagem) é o consumo digital. Cada vez mais e, agora, acelerado pela “crise” (gosto de chamar de “oportunidade”) provocada pela pandemia é a explosão do e-commerce. Não à toa, sites como Mercado Livre ganhou 5 milhões de novos clientes (clica aqui). E, inclusive, apesar de todas as dificuldades no primeiro trimestre as empresas de vendas digitais como Via Varejo, Magazine Luiza, B2W e outras apresentaram aumento de vendas.

Saindo das grandes corporações e vindo para o cenário micro, notícia de hoje, aqui no  Só Sergipe, trouxe o seguinte título “Pandemia leva muitas empresas sergipanas a adotarem o e-commerce” (clica aqui). Da mesma forma do home office, as vendas on-line sempre estiveram ali. Porém, durante muito tempo foram ignoradas ou negligenciadas pela maioria das empresas, sobretudo as pequenas e médias. A crise provoca disrupções, outro conceito já trabalhado nesta coluna.

Em que pese todas as notícias positivas, um dado recente da Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) sobre o aumento do número de golpes provocados por fraudes e estelionatos eletrônicos acende um alerta (clica aqui)! Na notícia há um alerta sobre um golpe que tem se tornado bastante conhecido, o golpe do “falso motoboy”:

A Febraban alertou em especial para o golpe do “falso motoboy”. Após roubar dados sigilosos, os criminosos entram em contato, fazendo-se passar pelo banco, para comunicar transações suspeitas com o cartão de crédito. Indicam que um motoboy será enviado para recolher o cartão supostamente clonado para cancelar compras irregulares.

Outra espécie de fraude digital que tem ganhado o noticiário é a existência de sites fraudulentos de Leilões de Veículos que acabam lesando consumidores. Uma notícia recente, 19 de maio de 2020, mostra o caso de um técnico de informática em São Paulo que, acreditando estar fazendo um excelente negócio no arremate de um veículo abaixo do valor de mercado, acabou se tornando um pesadelo (clique aqui).

Este é mais um exemplo cabal do quanto as mudanças estão sendo aceleradas e isso requer empolgação, pela inovação, mas também cautela, por conta da possibilidade de fraudes. Inclusive, cabe aqui fazer uma ressalva para que as pessoas passem a redobrar suas checagens de referências em compras online, evitem passar seus dados pessoais à terceiros por qualquer meio virtual a não ser que tenham a mais absoluta certeza de que estão fazendo-as em um ambiente seguro.

Até breve! 🙋‍♂️

INDICAÇÃO DE LIVRO

Toda coluna vamos ter um livro como indicação. A ideia é estimular a leitura de conteúdos transformadores e que alicerçam o conhecimento empreendedor. O livro desta coluna é Por dentro do Alibaba: Como a maior empresa de e-commerce do mundo está mudando os rumos dos negócios on-line (clique aqui). Em setembro de 2014, uma empresa chinesa de que poucos ocidentais haviam ouvido falar fez a maior entrada na Bolsa de Valores de Nova York da história um IPO maior que o do Google, do Facebook e do Twitter juntos.

O Alibaba, que então passou a dominar o e-commerce mundial, ficara quase que escondido do restante do planeta por quase dez anos, mas o que pouca gente sabe é que nesse período a empresa controlava o comércio eletrônico na China e cultivava uma base de clientes maior que a da gigante Amazon. Como o Alibaba se tornou tão poderoso? E quem foi o homem responsável por essa revolução? Em “Por dentro do Alibaba”, Porter Erisman, um dos primeiros funcionários ocidentais da empresa e chefe da área de relações públicas e marketing internacional entre 2000 e 2008, mostra como Jack Ma, um chinês que dava aulas de inglês e foi reprovado duas vezes nos exames de admissão para a universidade, saiu do anonimato e fundou o Alibaba, que passou de uma pequena startup a uma das maiores empresas do mundo.

ENTREVISTA – ALEX SANTOS: ESPECIALISTA EM SEGURANÇA DE DADOS NA WEB

Alex Santos: cuidados são necessários

Para trazer mais informações sobre cuidados e proteções em compras na web, a coluna conversou com Alex Santos, que está na área da tecnologia há mais de 12 anos, formado em desenvolvimento de Sistemas Web e pós-graduando em Segurança da Informação. Confira abaixo:

Empreendedorismo & Inovação (E&I) – Quais os principais problemas/fraudes hoje na web?

Alex Santos (AS) – Uma das principais fraudes na web é conhecida como phishing, acontece quando uma vítima recebe um link de um site – supostamente válido – com algum tipo de promoção ou anúncio. Geralmente o site falso é idêntico ao verdadeiro. Quando a vítima acessa o site, ele pede dados pessoais como número de cartão e senha. Tudo parece muito verdadeiro, mas, na verdade, a vítima acabou dando esses dados para os criminosos.

E&I – Como uma pessoa leiga pode saber que está comprando pela internet de forma segura? Existe algum site ou procedimentos a serem chegados?

AS – Existem vários procedimentos que são aconselháveis antes de utilizar um serviço online:

  1. Criar cartões virtuais. Tem empresas de cartão de crédito que disponibilizam um cartão virtual que você pode cancelar a qualquer momento;
  2. Escolher empresas que enviam SMS ou e-mail para informar que foi efetuada uma compra;
  3. Criar contas em serviços que tenham autenticação em dois fatores;
  4. Verificar se o site tem certificado HTTPS;
  5. Checar na barra de endereço se o nome do site está com algum erro;
  6. Consulte a reputação daquele site, verifique se existe reclamação em lugares como o Reclame Aqui;
  7. Antes de abrir o link do site, se o serviço tiver aplicativo para celular, é mais aconselhável você abrir pelo aplicativo.

E&I – Quais outros cuidados podem ser feitos ao realizar negócios no meio digital?

AS – Sempre duvidar de promoções com um desconto muito alto mesmo recebendo o link de uma pessoa que você conhece. Verifique se o site pode ser fraude. Nunca acesse contas de banco através de link recebido por mensagem ou e-mail. Evite acessar contas de bancos e compras online em redes de wi-fi públicas, como as shoppings, galerias, aeroportos e etc.

Gostou? Que tal compartilhar este artigo na sua rede!

Tem alguma crítica, dúvida ou sugestão? Fala comigo nos comentários, que é onde nós avançamos e construímos um debate mais profundo!

(*)Thiago Noronha Vieira | E-mail: thiagonoronha@acnlaw.com.br

Advogado. Sócio do Álvares Carvalho & Noronha – Advocacia Especializada (ACNLaw). Pós-Graduado em Direito Empresarial pela PUC/MG. Presidente da Comissão de Direito Privado e Empreendedorismo Jurídico da OAB/SE. Diretor Jurídico do Conselho de Jovens Empreendedores de Sergipe (CJE/SE).

Siga-me no instagram @thiago.nvieira

**Esse texto é de responsabilidade exclusiva do autor.  Não reflete, necessariamente, a opinião do Só Sergipe.

Compartilhe:

Leia Também

Governo Bolsonaro e a Educação: 180 dias depois

No final de semana que o Brasil alcança a trágica marca de mais de 100 …

Deixe uma resposta