quinta-feira, 19/05/2022
As empresas que pretendem estar ativas no futuro, precisarão mudar todo o seu planejamento e as suas ações Imagem: Freepik

O vírus mudou, os consumidores também

Compartilhe:
Cleomir Santos (*)

A variante Ômicron da Covid-19 trouxe novamente o sentimento de medo e incertezas ao empreendedor do início da pandemia. Apesar das indicações iniciais de que o vírus causa formas mais brandas da doença, o grau de interrupção é substancial.

Embora impossível de medir o impacto na atual psique humana, é, sem dúvida, negativo. Aumentou todas as formas de ansiedade, frustrações, medo e outras respostas psicológicas, contribuindo para a evolução da crise de saúde mental que a pandemia estimulou.

Estamos há dois anos da pandemia da Covid-19, e algumas coisas sobre isso têm sido consistentes. É só olharmos os gráficos com o número de infectados, internações, etc., nos quais os mesmos mostram ondas e picos elevados e suas projeções, correlacionando-se com suas variantes e a migração do vírus.

Com base em entrevistas com consumidores, aqui está uma observação interessante sobre eles durante esses dois anos da pandemia: os compradores mudaram – assim como o vírus mudou.

Dito isso, um conceito que precisa mudar nos negócios é o de acreditar que as pessoas mudaram apenas na forma como interagem e compram. É surpreendente ver que essa visão de como os consumidores mudaram continua sendo um ponto de vista estático.

Eles estão mudando exatamente como os gráficos mencionados no texto. Um exemplo claro, é esta última variante Ômicron, que está causando e causará ainda mais mudanças relacionadas a comportamentos, percepções, emoções e muito mais.

Dessa forma, não só os consumidores estão mudando seu comportamento, mas também os processos de compra.

Essas mudanças combinadas estão deixando lacunas significativas na capacidade das empresas de entender e atender seus clientes.

Tais mudanças agora apresentam um novo conjunto de riscos para as marcas, seja qual for o tamanho delas. Faz-se necessário que as empresas reavaliem e reestruturem suas estratégias de marketing para alcançar seus clientes.

As empresas que pretendem estar ativas no futuro, precisarão mudar todo o seu planejamento e as suas ações, principalmente quando se trata de manter em dia um bom relacionamento com seus clientes.

Por muito tempo, obter essa compreensão, através de coleta de informações e dados de personas, tem sido visto como um custo.

Com os consumidores e processos de compra mudando em grande escala, e nos colocando em uma nova realidade, isso deve ser considerado um investimento e não uma despesa adicional.

 

Você pode opinar sobre esse tema, ou sugerir quais assuntos que deveríamos abordar aqui na coluna ‘Marketing Descomplicado’.

Um forte abraço!

 

(*) Consultor de Marketing Digital e idealizador do Me Ajuda Cleo, natural da cidade de Aracaju – Sergipe, amante da música, de um bom café, daquela reunião com boas companhias e apaixonado por belezas naturais e pela vida.

** Esse texto é de responsabilidade exclusiva do autor.  Não reflete, necessariamente, a opinião do Só Sergipe.

Últimas notícias:
Compartilhe:

Leia Também

Felicidade X Perfeição

Apesar de serem distintas, felicidade e perfeição têm semelhanças. Nós humanos, possivelmente, as buscamos para …

Deixe um comentário