segunda-feira, 11/11/2019
Início » Editorias » Política » Deputados querem explicações do Ibama, Petrobras e Adema sobre as manchas de óleo no litoral
Rádio FecomercioPowered by Rock Convert
As manchas de óleo continuam aparecendo no litoral sergipano

Deputados querem explicações do Ibama, Petrobras e Adema sobre as manchas de óleo no litoral

Compartilhe:

Os dirigentes do Ibama e Petrobras em Sergipe, além da Adema, serão convocados pela Assembleia Legislativa para que se pronunciem a respeito das manchas de óleo que atingem o litoral sergipano, desde setembro. Hoje, essas manchas já foram vistas no rio do Sal, em Nossa Senhora do Socorro.

A iniciativa da convocação partiu do deputado estadual Gilmar Carvalho (PSC). “Com relação às manchas de óleo nas praias, a Adema não deve ser responsabilizada, mas o Ibama, ao lado da Petrobras, divide o peso da culpa e da irresponsabilidade. Por isso entendo que o diretor do Ibama em Sergipe deverá comparecer a esta Casa para prestar informações”, ressalta.

Já o deputado Francisco Gualberto (PT), acredita que o problema não é do governo do Estado e solicitou a presença de representantes da presidência da Petrobras para também falar com os deputados sobre o derramamento de óleo nas praias do Nordeste, principalmente de Sergipe.

“É importante não ouvir apenas o sacrificado, ou seja, os representantes da Adema, mas aqueles que poderiam estar trabalhando de forma efetiva para a solução da questão. Infelizmente estamos vivendo um momento da política que tem por slogan: fogo na floresta e óleo no mar”, alfineta.

Gualberto disse ainda que serão formalizados os requerimentos fazendo as convocações de acordo com o Regimento Interno.

“Vamos formalizar que esta Casa convide um representante da Petrobras e um representante da Petrobras, porque são órgãos do governo federal. Sobre essa história dos equipamentos para conter vazamentos, nós temos conhecimento que mais tem domínio sobre essa área. É uma estatal de petróleo, que tem uma política de prevenção de acidentes, portanto, não dá para se engolir a explicação de que barreiras de contenção não existem na Petrobras para se proteger a foz do São Francisco e alguns pontos dos manguezais”, afirma.

Compartilhe:

Leia Também

Justiça concede habeas corpus ao ex-prefeito Sukita; filha diz que haverá festa em Capela

A Justiça determinou a soltura, no final desta manhã, ao ex-prefeito de Capela, Manoel Messias …

WhatsApp chat