quarta-feira, 09/06/2021
Vacinação é fundamental para combater a Covid-19 Foto: Ascom\SES

Deputados atentos à vacinação contra a Covid-19

Assembleias Legislativas do país estão atentas à campanha de vacinação contra a Covid-19, acompanhando a chegada dos imunizantes aos estados, a distribuição junto aos municípios e solicitando a introdução de grupos prioritários ao Ministério da Saúde e aos governadores. Nesse sentido, foi criada na União dos Legisladores e Legislativos (UNALE), a Comissão Nacional de Acompanhamento da Vacinação (CONAV). Na Assembleia Legislativa de Sergipe, o presidente Luciano Bispo (MDB), a deputada Goretti Reis (PSD), nomeada integrante desta comissão, e demais parlamentares vem cobrando o aumento do número de vacinas para que todos possam ser imunizados até dezembro de 2021.

Luciano Bispo defende a vacinação em massa Foto: Agência Alese

O presidente Luciano acredita que as vacinas  salvam vidas. “Há muitos meses venho insistindo que apesar da importância dos protocolos sanitários, somente vamos superar essa pandemia com a vacinação em massa. Todos precisam ser vacinados pois o sofrimento das pessoas tem sido muito grande”, entende, destacando a necessidade de um planejamento melhor por parte do Governo Federal, quanto a distribuição dos imunizantes para os 27 estados da federação.

“Se o Governo Federal tivesse tido um melhor planejamento desde o início  da descoberta das vacinas contra a Covid-19, a população estaria sendo imunizada em maior quantidade. Mas, não adianta agora ‘chorar o leite derramado’. O momento é de união de todos os parlamentares no sentido de lutarmos para que aconteça uma vacinação em massa até o final deste ano”,  acredita.

CONAV

A deputada Goretti Reis destacou que o trabalho da Comissão Nacional de Acompanhamento da Vacinação, tem sido bem expressivo. “Todos os deputados integrantes da CONAV estão empenhados em cobrar o aumento da produção de vacinas com a finalidade de acelerar a imunização em todos os estados e com isso diminuir os riscos de contágio, morte e problemas com os chamados fura-filas. Precisamos de prevenção e não de sequelas”, observa.

A CONAV disponibiliza, diariamente, os dados de cada estado no portalwww.unale.org.br/vacinacao. Segundo as informações do site, foram disponibilizadas aos estados 47 milhões, 497 mil 906 milhões de doses da vacina. Destas, 38 milhões, 371 mil 381  foram distribuídas entre as 27 unidades da federação e 30 milhões, 453 mil 391 foram aplicadas pelas unidades de saúde.

O portal informa também que os estados que mais aplicaram a 1ª dose da vacina, foram Rio Grande do Sul (15,4%), Mato Grosso do Sul (14,2%), São Paulo (11,8%), Roraima (9,3%), Amazonas (11,7%) e Distrito Federal (10,8%), respectivamente. Já os estados com a porcentagem menor de administração do imunizante na comunidade são: Acre (8,4%), Maranhão (8,1%), Rondônia (7,7%), Mato Grosso (7,4%) e Amapá (6,9%).

Imunizantes

Atualmente no Brasil, estão sendo aplicadas no Brasil, três tipo de vacinas contra a Covid-19: a CoronaVac distribuída através do Instituto Butantan; a AstraZeneca através da Fiocruz e a Pfizer através da empresa alemã BioNTech. Os governadores da Região Nordeste estão tentando comprar a vacina russa Sputnik.

Com a recomendação do Ministério da Saúde para que os estados não guardassem as doses de vacinas CoronaVac destinadas à 2ª dose, pelo menos sete capitais (Aracaju, Belo Horizonte, Belém, Campo Grande, Porto Alegre, Porto Velho e Recife, além de vários municípios em todo o país) tiveram que suspender a campanha de vacinação devido à falta de imunizante no estoque, mas já estão retomando à medida que recebem os lotes do Ministério da Saúde.

Estatísticas

No Brasil, 14, 9 milhões de pessoas testaram positivo para a Covid-19. Dessas, 13,13 milhões se recuperaram e 404 mil morreram. Em Sergipe, 207.326 pessoas testaram positivo, 190.891 pacientes foram curados e 4.412 morreram.

A Secretaria de Estado da Saúde já distribuiu o total de 383.736 doses da 1ª remessa aos municípios sergipanos e destas foram aplicadas 331.342. Quanto à 2ª dose, foram distribuídas 189.340, sendo aplicadas 153.177 doses.

Leia Também

Laércio debate o emprego na Reforma Tributária com ministro Guedes

O setor de serviços é o que mais emprega e também o que mais iria …