domingo, 29/03/2020
Banco Central Americano Foto; Agência Brasil

Covid-19: os problemas continuam e mercado segue desanimado

Compartilhe:
David de Andrade Rocha (*)

O avanço da Covid-19 vem se tornando cada vez mais problemático para o mercado como um todo, a ponto das medidas emergenciais desesperadas tomadas pelo FED (Banco central Norte Americano) não conseguirem nem mesmo animar o mercado durante um dia inteiro. Bancos mundiais já preveem uma possível recessão econômica global.

Nesse cenário o que poderíamos fazer para auxiliar nossas finanças? Bom, o primeiro passo seria ficar em casa durante todo o período de quarentena, pois vivos e saudáveis podemos sim ter abundância financeira. Mas, doentes, nunca.

O segundo passo seria aproveitar o tempo para estudar mais a fundo sobre Educação Financeira e investimentos, pois, nestes momentos de crise é que novas oportunidades surgem. Portanto, independente de quanto tempo durem os efeitos desse vírus, ele um dia irá passar, mas até lá a economia terá que ir se reinventando, criando novas formas de geração de renda e, sendo assim, muitas novas oportunidades. Estejamos preparados para essas oportunidades vindouras. 

Aqueles que tiverem um melhor conhecimento financeiro e também que estejam preparados estarão em melhores condições de pegar a maré de boas oportunidades que sempre surgem depois de crises.  E como essa é sem precedentes na história, pode ser que o período de bonança que venha depois dessa crise também seja sem precedentes. Logo, aproveite o tempo de quarentena e se prepare para o amanhecer dessa nova era. Pode ser que ela demore um pouco a chegar, mas vai chegar, sim.

Um grande abraço e se cuidem. 

(*) David Rocha escreve semanalmente, às terças-feiras. Ele é assessor de investimentos e educador financeiro, que vive o mercado diariamente, desde 2011, e autor do livro Tesouro Direto – Um Caminho para a liberdade financeira de 2016.

Compartilhe:

Leia Também

Brasil: o gasto federal com saúde pública

Emerson Sousa (*) Segundo dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), desde o início do …