quinta-feira, 17/10/2019
Início » Editorias » Esportes » Charles Hardman » Copa Santanna de Xadrez reúne 165 enxadristas de diversos colégios de Aracaju
Rádio FecomercioPowered by Rock Convert
Os enxadristas comemorando mais uma conquista Fotos: Charles Hardman

Copa Santanna de Xadrez reúne 165 enxadristas de diversos colégios de Aracaju

Compartilhe:
Colunista esportivo Charles Hardman

Cerca de 165 enxadristas participaram da VII edição da Copa Santanna de Xadrez. O evento aconteceu no último sábado, na quadra de esportes do Colégio Santanna, em Aracaju. Os enxadristas estavam distribuídos nas categorias do sub 8, 10, 12, 14, 16 e 18.

 

A competição faz parte do calendário da Federação Sergipana de Xadrez (FSX) e contou com alunos das escolas Alternativo, Amadeus, Aprendiz, Arquidiocesano, BabyLeu, CCPA, Cirandar, Coesi, Master, Santa Chiara e Valdete Dórea, do município de Tomar do Geru. E do Projeto Despertar, localizado na cidade de Nossa Senhora do Socorro.

Da esquerda para direita, Clarissa e colegas recebendo medalhas

Krystal de Oliveira Fontes Barbosa, sub 8, da escola Cirandar, disse se sentir ótima e muito feliz em subir ao pódio, e ostentar a medalha de ouro. Ela disse, ainda, que quer competir mais para poder conquistar outras medalhas.

O atleta Saulo Menezes Calazans Eloy Neto, sub 10, do colégio CCPA, ganhou medalha de prata. Para ele, foi muito bom competir e afirmou que agora quer se preparar mais para ser campeão mundial.

Já Bruno Wagner Milet Rodrigues, do sub 10, e aluno do Colégio Aprendiz, assegurou medalha de bronze e disse que foi muito importante conquistar o terceiro lugar, representando o colégio e com isso ficou muito feliz.

Na competição, apenas os primeiros colocados de cada categoria receberam troféus, além das medalhas de ouro. Porém foram asseguradas a todos os enxadristas da faixa etária entre 8 a 10 anos medalhas de participação.

Suporte pedagógico

Para Fabiana Souza Santos, supervisora pedagógica, do Colégio Santanna, o xadrez é um excelente suporte pedagógico, pois integra diversas disciplinas como Matemática, Artes e História. Além disso, trabalha diversas habilidades tais como memória, concentração, planejamento e tomada de decisão.

“Inserimos o xadrez na grade curricular para alunos do 1º ao 5º ano, e do sexto ao terceiro ano do ensino médio como modalidade esportiva. Trabalhamos a competição de forma saudável e prazerosa, além de valores como ética, respeito, planejamento e para que pensem antes de agir. Esses valores são benéficos para o dia a dia na sala de aula, no entendimento das demais disciplinas, na conduta dos alunos na escola e fora dela”, completou Fabiana Souza.

Professor Papico: xadrez ajuda na concentração e no raciocínio

Há sete anos que o coordenador de Esportes do Colégio Santanna, Edvaldo Amorim, conhecido como Papico, desenvolve o xadrez como trabalho curricular e idealizou a Copa que hoje abrange outras escolas de Aracaju.  “O xadrez ajuda na disciplina, concentração, raciocínio lógico para jovens. E leva-os a pensar antes de agir”, frisou.

O ensino do xadrez no Colégio Santanna levou o estabelecimento a apoiar o Projeto Despertar, que é desenvolvido em Nossa Senhora do Socorro. “São tantos os benefícios do xadrez, que o colégio inseriu essa modalidade no currículo”, reforçou o professor Papico.

Compartilhe:

Leia Também

Club Sportivo Sergipe completa 110 anos nesta quinta, 17

Amanhã,  17, o Club Sportivo Sergipe comemora 110 anos. Uma alvorada festiva às 5 horas …

WhatsApp chat