sábado, 18/11/2017
Início » Editorias » Cidades » QUÍMICA –– É DOMINGO! DICAS COMPLETAS!
dicas para o enem

QUÍMICA –– É DOMINGO! DICAS COMPLETAS!

Share Button

POR OTONIEL GONDIM

Professor Otoniel Godim
Professor Otoniel Godim

Sabia, amigo vestibulando e demais leitores, que o Enem é a segunda maior prova de acesso do mundo? Somente perde, por razões óbvias, para a China. Por isso que a importância do Enem não só para os estudantes e professores, mas, para toda a sociedade e o país, é tremendamente incalculável, indelével e educacionalmente soberana. Suas provas, em todas as áreas, são marcadas pela pluralidade dos conhecimentos e das culturas. Assim o Enem alcançou as suas metas de criação, evolução, induzindo o aluno a discernir, pensar e raciocinar. Legal isso, não?  Finalmente o estudante e o professor têm que buscar saber, tanto quanto Euzinho Gondim aqui e o PORTAL SÓ SERGIPE, que não há mais lugares e menos tampouco razões para se copiarem modelos arcaicos, antigos, decorebas, dinossauros ou já ultrapassados.

Amigos, no último texto (Já moído todo de saudades…) dessa caminhada humanística, temos encontro com a ciência que estuda as substâncias e as suas transformações. Adivinhou, meu caro: QUÍÍMIICAA !!

É mole ou quer molho, meu dileto “ cumedô “ de livros “?

  • Questões E.P.C. (Essa Porá. Cai! ) , as extrovertidas D.M. (Dicas Do Mestre! ) e muita esperança no pedaço. Dorou? Tomém e  amém.

Otonce, ergam-se as cortinas do seu coração para a boa vontade, a perseverança e a mente … a aula vai começar!!!

            O QUE VEM NA PROVA

  • QUÍMICA GERAL E INORGÂNICA
  • Análise Imediata (Separação de Misturas) – Processos principais: Centrifugação (Leite, sangue.). Destilação Simples e Fracionada (Petróleo). Fusão (mineração) e Liquefação Fracionada (Ar atmosférico). Filtração.

Observar bem o esquema com vários estágios de separação e decifrá-los. (E.P.C.)

  • Tabela Periódica – Ametais. Grupos e Períodos. Propriedades Periódicas: Atentar para: Eletronegatividade. Raio Atômico e, principalmente, Energia de Ionização. Saber localizar e caracterizar um elemento químico pela Distribuição Eletrônica. Cátions e Ânions.
  • Ligações Químicas – Características de Compostos Covalentes e Iônicos. Ligações simples, duplas, triplas e dativas. Determinar as ligações dentro de um composto.

Pontes de Hidrogênio:  ocorre quando há no composto, além do H, F, Cl ou N (A buzina de carro véi … FOOON!). Num queça, não:  A presença da P.H. aumenta o Ponto de Ebulição dos compostos. Maiores Pontes : HF, H2O e NH3.  (E.P.C.)

Compostos Apolares: Substâncias simples (Um só tipo de elemento – O2, N2…), Presença do Boro (BF3, BH3…), Presença do Berílio (BH2, BF2…), Tipo AB4 (CH4 SICl4…) o CO2.

Simples:  não foi Polar, é apolar! Ex.:  H2O, CO, NH3, CHCL3.

Obs.: Reler sobre essas ligações especiais: dipolo-dipolo, dipolo-induzido, Van der Walls.

  • Equações Químicas – Tipos:
  1. Síntese: Forma um só composto. Ex.: H2O + CO2 = H2CO3.
  2. Análise (Decomposição): Composto é “quebrado” em vários. Ex.:  H2SO4 = H2O = SO3.
  3. Simples Troca: Tem na reação uma substância simples. Ex.: Na + HCl = NaCl = H2.
  4. Dupla Troca: Normalmente entre ácidos e bases. Dois parceiros trocam de parceria. Ex.: HF + K2O = KF = H2O.
  • Funções Inorgânicas — Ácidos, Bases, Sais e Óxidos.

Propriedades de cada uma delas. Classificações. Nomenclatura. Uso das principais substâncias em indústrias e no cotidiano.

  • Estequiometria – Balancear a equação corretamente e, após, armar um sistema de regra de três simples. Se a questão contiver pureza e rendimento, utilizar, ao final, outra regra de três para fechar a resposta.
  • Gases – Gás ideal. Equação de Clay Peron: P V  = nRT.

Equação dos Gases perfeitos:  P1V1/T1 = P2V2/T2. Examinar questões que trazem percentagens em alguma grandeza.

Transformações Gasosas:  isotérmica (T-K).  Isométricas (V-K).

Isobáricas (P=K).  Gráficos.

Lembre-se: O Estudos dos Gases também é matéria da prova de Física. (Termodinâmica).

  • FÍSICO –QUÍMICA
  • SOLUÇÕES – Tipos: Saturadas, Insaturadas e Supersaturadas. Observe exemplos de soluções saturadas com precipitados.

Gráficos de Solubilidade: Calcular o Coeficiente de Solubilidade a determinada temperatura.

Concentração de Soluções: Conceito de Normalidade (N), Molaridade (M), Comum (C), e Título (T). Relacionar as fórmulas. Leve as fórmulas na mente. Vai precisar.

Fórmulas :

Normalidade (N); N =M1/E.V(l) M = M1/ MOL.V(l) C -= M1/V (L)

T = M1/M1=M2 (T% = 100.T) (E.P.C.)

  • TERMOQUÍMICA

Lei de Hess:  Encontrar o calor de uma reação (Variação de Entalpia) a partir de várias reações. (E.P.C.)

Conceito básico de Entropia.

Gráficos mostrando a reação:  Observar os pontos cartesianos e formar a reação para posterior cálculo.

  • CINÉTICA QUÍMICA (E.P.C.)

Reações exotérmicas e Endotérmicas. Catalisadores. Questão de gráficos, com ou sem Catalisadores, buscando encontrar a Variação de Entalpia ou análise teórica.

Teoria das Colisões. Fatores para que ocorram reações. Estados físicos favoráveis.

Cálculo da velocidade de uma reação. Uso de um quadro demonstrativo. Retirar os dados e englobar a fórmula de Guldberg-Waage. Pronto.

  • EQUILÍBRIO QUÍMICO (E.P.C.)

Somente em reações reversíveis. No equilíbrio: Velocidade da reação direta = Velocidade da reação inversa.

Fórmula para se calcular o K constante de equilíbrio. Atente para a questão que traz tabela.

Pode alterar o K:  Temperatura e Pressão.

Potencial Hidrogeniônico (PH): faça uma revisão grande, pesquisando sobre acidez, basicidade e os respectivos limites de PH.

Fórmula do PH.

Questão relacionando o PH de substâncias, frutas, refrigerantes, café, sucos, cosméticos, sangue, etc. Tenha atenção.

Solução-Tampão: Aquela que mantém o PH inalterado. Formada pela mistura de um Ácido forte com um sal desse Ácido. Bases também formam.

  • ELETROQUÍMICA

Baterias. Pilhas. Dar uma espiadinha na Pilha de Daniel.

Oxidantes e Redutores

Voltagem da Pilha.

Eletrólise ígnea.

  • QUÍMICA ORGÂNICA
  • INTRODUÇÃO: Propriedades do Carbono (Hibridação, Tetravalência, Encadeamento.)

Compostos Orgânicos: Características. Compostos de transição (Ex.: CO, CO3, HCN.)

  • CADEIAS CARBÔNICAS
  • COMPOSTOS AROMÁTICOS
  • FUNÇÕES ORGÂNICAS: Determinar a função do composto. Hidrocarbonetos. Oxigenadas (Álcool, Fenol, Éter, Aldeído, Cetona, Ácido Carboxílico, Éster, Sais).  Nitrogenadas (Aminas, Amidas, Nitro.).    Grignard.

Obs.: Um problema comum é vir um composto complexo-misto (Que parecem caranguejos com vários grupos funcionais embutidos) e pedir as funções presentes. Cuidado: Veja direito os grupos funcionais.  !  (E.P.C.)

  • ISOMERIA

Plana e CIS-TRANS.

Espacial.  Carbonos Assimétricos. Meso- Isômeros.

Cuidado: Da nomenclatura de um composto, citar a quantidade de isômeros (Ativos, Inativos, Meso, Plano, CIS-TRANS).

  • REAÇÕES ORGÂNICAS (P.C.)

Substâncias Eletrófílicas e Nucleofílicas.

Reações de Combustão: Completa e Incompleta (Vide Química do Meio Ambiente.).

Reações: Adição.  Substituição.

Reações de Oxidação (O2) e Redução (H2).

Reações de Ozonólise.

Reações diversas: Deve imperar a indução do aluno de usar os mecanismos cabíveis.

  • POLÍMEROS (Vide Química do Meio-Ambiente.).
  • CARBOIDRATOS, PROTEÍNAS E VITAMINAS.

ESPECIAL: QUÍMICA DO MEIO-AMBIENTE

                               (E.P.C. DEMAIS!)

Um dos assuntos mais cobrados em questões, por isso imprescindível nas provas, diz respeito, que o respeitemos cada vez mais, ao Meio Ambiente.

Pra comecinho de conversa, então, corramos para os principais vilões da natureza:   Efeito Estufa, Camada de Ozônio, Poluição das Águas, Chuva Ácida, Lixo, Mercúrio, Poluidores Urbanos.

  1. EFEITO ESTUFA

Um dos causadores do aquecimento global, o efeito estufa tem como principal vilão o famoso gás carbônico, oficialmente dióxido de carbono (CO2). O CO2 é um gás inodoro e incolor, que as plantas respiram e os animais expiram. Substância triatômica, apolar e linear. A sua abundância na natureza é aumentada em muito através das queimadas de florestas e o uso demasiado de combustíveis fósseis nos automóveis e nas indústrias. A “ Feia fumaça que sobe apagando as estrelas “, no dizer genal do meu brother Caetano Veloso. Pintou inveja, amigo? Quilaro que Cae é brother meuzinho.

Portanto, caro aluno, falou efeito estufa … falou gás carbônico … falou aquecimento global … falou mudança climática, tal e etecetera.

 

  1. CAMADA DE OZÔNIO

O Gás Ozônio (O3) concentra-se na maior parte numa camada acima da Atmosfera e que, atualmente, ganhou a alcunha de Ozonosfera. Quando a radiação solar se manda do Sol para a terra, com ela vem os raios Ultravioleta B, danosos e nocivos aos seres vivos. Aí, o protetor gás ozônio os seguram, os filtram, deixando-nos tranquilões e calmos. Assim , o ozônio tornou-se um inseparável parceiro da vida terrestre. Por ser um “ bloqueador “ dos UV-B, nos deixa livres do provável superaquecimento global e de doenças fatais, como por exemplo, câncer de pele. Caro aluno, num é que o homem inventou de inventar foi coisa ruim para acabar com o ozônio e abrir na sua camada um buraco maldito, o tale e qual Buraco de Ozônio? E por ele passam, assobiando e dançando, as impiedosas radiações ultras.

Se ligue, pois sim: Os responsáveis pela diminuição do gás ozônio são todos os gases que apresentam CFCs, ou seja, compostos que têm na sua formação os elementos químicos Cloro, Flúor e Carbono. Ex.: Fréon (Geladeiras e Freezers), Sprays, Isopores.

Portanto, caro aluno, falou Buraco de Ozônio … falou “já era” O3 … falou câncer de pele … falou aquecimento global … falou CFCs , etc.

  • POLUIÇÃO DOS RIOS

Maiores culpados: Os esgotos que são despejados des-suavemente nos rios, lagos e mares, trazendo em seus colos substâncias tóxicas, fezes, urinas, microrganismos maléficos, dejetos orgânicos em podridão, etc. Assim assado ocorre a diminuição do nível de oxigênio das águas, terminando por interferir na vida dos indefesos peixes e demais animais aquáticos. De contrabando e contrapeso, o exalo odorífico de peido fedorento de insuportáveis gases asfixiantes à natureza animal e vegetal. No caso dos garimpos, salienta-se o uso indiscriminado, apesar de contravenção penal, do Mercúrio (Hg), um metal pesado que causa infertilidade do solo, subsolo, e altera mortalmente o ecossistema dos rios aquíferos como um todo.

Portanto, caro aluno, falou poluição das águas … falou diminuição do oxigênio … falou mortandade dos peixes … falou odor péssimo à boa vivência na natureza … falou Mercúrio (Hg) … falou infertilidade dos solos., etc.

 (IV) CHUVA ÁCIDA

É o fenômeno em que a terra, ao invés de receber chuva de água, recebe chuva de ácido e água. Bunitim isso que a indústria dá de presente à natureza né amigo? Olhe bem: As substâncias que causam o efeito chuva ácida são os óxidos do enxofre (Aquelim mesmo do inferno.) e os óxidos do nitrogênio. Quando esses óxidos são expelidos pelas chaminés e descargas para a atmosfera, reagem com a água e formam ácidos, tais como, ácido nítrico (HNO3), ácido nitroso (HNO2), ácido sulfúrico (H2SO4), ácido sulfurosos (HSO3), e lá vai na fumaça. Os danados, num tendo pra onde escapulir, por gravidade grávida se danam para a terra. Já pensou o que dá, amigo, tomar banho de chuva ácida? Sim, acertou no tiro ao Álvaro:  Problemas respiratórios, de metabolismo, dessecamento do solo e plantas, acefalismo em fetos, coceiras na careca, peles estorricam-se.  Pense num cãozinho é essa chuva!

Portanto, caro aluno, falou chuva ácida … falou indústria … falou óxidos do Enxofre e do Nitrogênio … falou problemas respiratórios … falou alterações metabólicas, etc.

(V) POLUIÇÃO URBANA

Está diretamente ligada, fundamentalmente, caro aluno, à emissão de gases poluentes pelas descargas dos automotores. Assim, quando os combustíveis fósseis (Gasolina, Óleo diesel, Querosene, etc.) entram em combustão as reações podem ser:

* Combustão completa — Libera como produto gás carbônico (CO2) e água (H2O).

* Combustão incompleta — A depender da qualidade do combustível (Adulterado, misturado) e da explosão do motor (Como diz Ivete “ qué andá de carro véi, amor…”.), apresentam como produtos:

  1. a) Monóxido de Carbono (CO), CO2 e H20.
  2. b) CO, CO2, H2O e C (Fuligem ou, vulgarmente, Negro de Fumo.).

Amigo vestibulando, o mais danado e danoso poluente urbano é, quilaro, o Monóxido de Carbono (CO). Por ser um óxido neutro, é de difícil reação. Daí, ao se respirar um ar contaminado pelo incruel, esse óxido vai passear no sangue alterando vias respiratórias, sistemas imunológicos, e lascando ruindades decorrentes. Sabia, caro amigo dos livros, que a qualidade do ar é medida pelo teor de concentração do monóxido de carbono?  Belê.

Beleza de Creuza?

Falou poluição urbana … falou automotores … falou combustão incompleta … falou CO.

(VI) LIXO NÃO RECICLÁVEL

Nos referimos agora, meu querido e atento vestibulando, aos tipos de matérias “ tão ruim qui nem cupim rói” excrementadas pelo homem na natureza. Na sua maioria são formadas por substâncias químicas conhecidas por   polímeros, celulose, eletrônicos e eletroquímicos. Soltos como dejetos pelos lixões, os microrganismos e nem tampouco as intempéries da natureza (Clima, poluição, chuvas …), conseguem degradá-las. Praticamente não “ digeríveis “, esse material passa anos e anos perturbando que nem político nefasto o nosso meio ambiente. Dentre outros, exemplifiquemos:  Borrachas (pneumáticos), Plásticos (sacos, garrafas pet, vasos), Vidros (garrafas, espelhos, vasos), Isopor (caixas), Espumas (travesseiros, colchões), Eletrônicos (rádios, TV, micro-ondas, celulares.), Eletroquímicos (pilhas, baterias). É mole ou quer molho?

Portanto, caro aluno, falou lixo não reciclável … falou plásticos … falou vidros … falou alguns derivados de celulose … falou borracha. Falou celulares … falou pilhas … falou inação de microrganismos, etc.

Bem, a dor do “ parto “ é grande …   …   …

Meu futuro doutor (Em que mesmo?), espero ter contribuído pelo    menos um tiquim. Que a sua luta, o seu suor, a sua gana, desembarquem serenamente bonitas e de largos sorrisos em mais uma grande vitória!

É nóis.  E nós, OTONIEL GONDIM E JORNALISTA ANTÔNIO  CARLOS GARCIA – PORTAL SÓ SERGIPE, encerramos essa sublime jornada de dicas e de aconchego, querido vestibulando, lhes desejando nesse mundo vestibulárico, toda a SORTE E FELICIDADE!!!

           

                      “ Ai, ai, ai, ai, Helena

                       Eu vou, mas, tenho pena

                       Para te levar tenho medo, Helena

                       Para te deixar tenho pena… “

 Até muito em breve, caríssimo amigo dos livros.

Tonel Gondim — Professor, Escritor e Compositor.

Share Button
WWebsites

Leia Também

conab

Pequenos agricultores sergipanos recebem R$ 738, 3 mil da Conab

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) está investindo R$ 738,3 mil em sete novos contratos ...

Deixe uma resposta