sexta-feira, 14/01/2022
Aplicativo 3dview Livros Interativos integra material didático, simulando visualizações tridimensionais a partir da câmera do celular

Projeto apoiado pela Fapitec busca enriquecer aprendizagem de estudantes de Engenharia

Compartilhe:

Um projeto apoiado pelo Programa Centelha propõe o desenvolvimento de um material didático junto a um aplicativo de realidade aumentada, que permite enriquecer o processo de ensino-aprendizagem de universitários dos cursos de Engenharia. O Centelha é um programa realizado em Sergipe pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Apoio à Pesquisa e a Inovação Tecnológica (Fapitec/SE), que visa estimular a criação de startups com novas ideias e ampliar o empreendedorismo inovador.

No momento, os realizadores do projeto estão concluindo o processo de produção do material didático e de criação do conteúdo virtual que será apresentado através do aplicativo. O app, intitulado 3dview Livros Interativos, já foi desenvolvido, devendo ser atualizado em breve com as informações que seguem em elaboração. A ideia se baseia na utilização da câmera de smartphones para escaneamento de marcadores, gerando gráficos 3d.

Informações na palma da mão

O aplicativo já se encontra disponível para downloads nas lojas de apps, tanto para Android quanto para IOS. Segundo o coordenador da iniciativa, Lucas Gabriel Teixeira Feitosa, a ideia surgiu após o desenvolvimento de projetos envolvendo a tecnologia da realidade aumentada por alunos do Instituto Federal de Sergipe (IFS).

“Ao conhecer a tecnologia, notei um potencial enorme do seu uso para a educação, principalmente em matérias de cunho estrutural, que são por diversas vezes consideradas de difícil entendimento por boa parcela dos universitários de Engenharia Civil. Iniciei então um projeto de pesquisa, que evoluiu para meu projeto de conclusão de curso. Por obter resultados positivos, decidi propor o desenvolvimento dessa ideia junto ao Programa Centelha”, explicou o coordenador.

Lucas destaca, ainda, a importância do apoio do governo do Estado para a concretização do projeto. “O apoio foi fundamental para possibilitar o aprofundamento do trabalho desenvolvido durante a universidade, e, consequentemente, possibilitar também a criação de um produto economicamente viável, com potencial de grande impacto na educação superior”, afirmou.

Centelha

O Programa Centelha tem como objetivo promover o desenvolvimento tecnológico como base para a modernização do estado. A iniciativa é do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) em parceira com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e a Fundação CERTI, que é responsável pela operação. Conduzido pela Fapitec em Sergipe, o programa conta com contrapartida do Fundo Estadual para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funtec).

 

Últimas notícias:
Compartilhe:

Leia Também

Transporte público é normalizado em Aracaju

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Setransp) divulgou uma nota no inicio da …

Deixe um comentário