quarta-feira, 25/08/2021
A necessidade de economizar no combustível está aí Foto: José Cruz/ Agência Brasil

O valor do litro da gasolina segue pesando no bolso; o que fazer?

David Rocha (*)

O preço da gasolina já passa de R$ 7,00 em alguns lugares do país, e a tendência é que aumente. E agora, o que podemos fazer para sentirmos menos os impactos?

Com o dólar novamente em tendência de alta, estamos vendo uma escalada de preços dos combustíveis em nosso país. Só a gasolina já sofreu nove aumentos nas refinarias, que representam uma alta de 51%, somente este ano.

A tendência é que continue aumentando para os próximos meses, e isso é o que realmente preocupa. Precisamos dos combustíveis, em geral, e na maior parte do tempo de gasolina, para nos locomover, e também para que alimentos e outros produtos importantes cheguem onde devem chegar.

Logo, o aumento desse combustível vai fazer com que tudo fique mais caro, afetando, assim, a inflação que já está em 8,99% nos últimos 12 meses.

Vejamos um exemplo de como a gasolina pode afetar a vida do consumidor, em seu próprio deslocamento.

Imagine uma pessoa que tenha um caro popular mais econômico que faça 16 km/litro na cidade. Essa pessoa roda por mês 1000 quilômetros. Quanto ela irá gastar de combustível?

Ao dividirmos o quanto ela roda pela autonomia do carro, vemos que ela gasta 62,5 litros, e se multiplicarmos pelo valor da gasolina, vemos que ela irá gastar por mês nada menos que R$ 437,50.

Um valor expressivo! Imagine que a maior parte da frota de carro não faz 16km/litro, na cidade.

O que nos leva ao dilema de como economizar neste cenário, já que a gasolina afeta tudo à nossa volta.

O passo mais acertado seria reduzir o uso do carro, na verdade para aqueles que podem fazer isso. É talvez o único meio de economizar um pouco.

Podemos passar a nos locomover mais por aplicativos de transporte, o que tende a ficar um pouco mais caro. Mas que, ainda assim, tenderá a ser um gasto um pouco menor que o carro próprio, principalmente por não incluir os custos com manutenção.

Se deixar o carro parado não for uma opção, o melhor pode ser criar um roteiro de viagem que englobe tudo que você precisa fazer naquele dia. Assim, ao fazer tudo num único itinerário, você poupa alguns quilômetros e paradas no trânsito.

Para os que têm a opção de se desfazer do carro, pode adquirir uma moto, que fará com que o consumo caia. E como o preço dos carros usados está aumentando, essa pode ser uma boa estratégia, caso essa mudança seja possível para seu padrão de vida.

A necessidade de economizar no combustível está aí, mesmo que esse aumento nos atinja muito sem que possamos fazer nada, pois ainda vai afetar a alimentação e outros itens de consumo, podemos reduzir seus impactos naquilo que está ao nosso alcance.

(*) David Rocha escreve semanalmente, às terças-feiras. Ele é assessor de investimentos e educador financeiro, que vive o mercado diariamente, desde 2011, e autor do livro Tesouro Direto – Um Caminho para a liberdade financeira de 2016.

** Esse texto é de responsabilidade exclusiva do autor.  Não reflete, necessariamente, a opinião do Só Sergipe.

Leia Também

Conta do Instagram hackeada? Siga estes passos

O que os usuários do Instagram têm em comum? Se você fizer essa pergunta a …