quarta-feira, 28/10/2020
Bolsa de Valores, em São Paulo Foto: Hugo Arce/Fotos Públicas

Investir na Bolsa de Valores é bom?

David de Andrade Rocha (*)

Pelo menos, 2.5 milhões de pessoais investem hoje na Bolsa de Valores, mas isso realmente é bom? Deixemos claro, desde o início, que sim. É uma ótima notícia que em tempos de pandemia e crise generalizada muitas pessoas passem a investir na Bolsa, pois esse investimento em última analise tende a incentivar a economia real, mas temos que nos atentar para um fato intrigante.

Nesses últimos meses, a Bolsa aumentou sua volatilidade absurdamente, chegando ao caso de, às vezes , a volatilidade anual do Ibovespa (principal índice de ações da B3) ser acima dos 20%. Nesse cenário é comum que existam ganhos expressivos, mas também que algumas pessoas levem prejuízos para casa e digam que não passa de um cassino.

Mas por que em um momento tão atípico, muitas pessoas entraram na Bolsa, sendo que é provável que muitas nem sequer tenham investido antes? Bom, talvez a explicação esteja fora do ambiente de Bolsa e sim lá na nossa velha conhecida, a Renda Fixa.

Investimento consciente

Como a taxa de juros básica vem caindo desde 2017 no Brasil, chegando hoje a seu menor patamar histórico, muitas pessoas migraram para a Bolsa em busca da promessa de sonhos altos. Uns por acreditarem em historias de Day traders, que fazem fortuna da noite para o dia, outros porque estudaram e viram que podiam investir na Bolsa de maneira consciente.

Quando falo que muitos migraram para a Bolsa, não pensemos somente em ações, pois na verdade muitos passaram a investir em FIIs (Fundos de investimento imobiliário). sobre eles já escrevi um texto aqui no Só Sergipe  intitulado Veja como você pode ganhar com os Fundos de Investimento Imobiliário.

Outros também estão investindo em ETFs, que são fundos de índices de ações e outros tantos estão investindo diretamente em ações, mas o que devemos saber é, você que agora está investindo nesses ativos, estudaram para isso? Ou escutaram dicas espertas?

O Brasil é um país de Bolsa ainda muito volátil e qualquer coisa gera a possibilidade de uma grande alta ou uma grande perda. Mesmo com esse número recorde de investidores de Bolsa, mal passamos de 1% da população investindo na renda variável diretamente, logo ainda temos muito o que amadurecer.

Amadurecimento

Chegarmos a esse recorde é ótimo, mas cabe a cada um de nós estudarmos e melhorarmos nossa maneira de investir, ajudando os outros também a conhecerem mais, para que, aí sim, possamos amadurecer esse mercado que ainda engatinha no Brasil. Temos que, principalmente, ajudá-los e nos ajudar a termos vida longa na Bolsa, pois de nada adianta entrar e perder tudo que tem.  Para que nossa sociedade possa um dia chegar nos níveis de países mais desenvolvidos precisamos de investidores conscientes e vivos, para assim atrairmos mais empresas a fazerem IPO na bolsa e dessa forma levar desenvolvimento para nosso pais e para nossos bolsos.

Até a próxima!

Um abraço e bons investimentos.

(*) David Rocha escreve semanalmente, às terças-feiras. Ele é assessor de investimentos e educador financeiro, que vive o mercado diariamente, desde 2011, e autor do livro Tesouro Direto – Um Caminho para a liberdade financeira de 2016.

** Esse texto é de responsabilidade exclusiva do autor.  Não reflete, necessariamente, a opinião do Só Sergipe.

Leia Também

Como usar o Telegram ou WhatsApp em sua estratégia de vendas

Certamente, existem poucas pessoas que não possuem um aplicativo do WhatsApp ou do Telegram nos …