segunda-feira, 21/10/2019
Início » Editorias » Negócios » Energisa enfrenta furtos de cabos e transformadores: já foram 74 este ano
Rádio FecomercioPowered by Rock Convert
A pesquisa de satisfação revela bons números para a Energisa Foto: Ascom\Energisa

Energisa enfrenta furtos de cabos e transformadores: já foram 74 este ano

Compartilhe:
JOB Connect - Coworking e Escritório VirtualPowered by Rock Convert

De janeiro a julho deste ano, 65 cabos e nove transformadores da Energisa foram furtados em Sergipe, a maioria deles em Aracaju (74%). Na madrugada da terça-feira, mais um furto entrou para as estatísticas da concessionária, pois um cabo de energia elétrica foi levado nas imediações da praça Camerino, no centro. Devido a esse delito, 24 clientes e quatro luminárias de iluminação pública ficaram sem energia.

Os números de hoje podem parecer poucos, mas, comparando os anos de 2018 e 2019, se os atos dos bandidos continuarem, a previsão é de um aumento de 128% nas ocorrências de roubo de cabos de energia, feitos de cobre.

No ano passado inteiro, foram roubados 55 condutores de cobre e 14 transformadores. Até julho deste ano, foram 65 cabos e 9 transformadores. Some-se aos roubos, o alto número de atos de vandalismos.

 Para coibir a ação dos criminosos, a Energisa vem tomando algumas providências, a exemplo da substituição dos cabos de cobre por alumínio, que têm valor comercial inferior e são menos atrativos aos ladrões.

 Para o gerente de Operação Wilton Leal, quem pratica esse tipo de ato promove riscos a si mesmo e à população. “A manipulação de cabos de energia só deve ser feita por profissionais da Energisa. Precisamos contar com o apoio da população na denúncia desses roubos, uma vez que o prejuízo maior é para quem fica sem energia”.

 Quem quiser denunciar poderá fazê-lo pelo telefone 08000 79 0196. A ligação é gratuita, e o sigilo garantido.

Compartilhe:

Leia Também

Currículo bem feito faz a diferença na hora de disputar uma vaga de emprego

Powered by Rock Convert O Brasil tem  12,6 milhões de desempregados, segundo o último dado …

WhatsApp chat