sexta-feira, 15/10/2021
O temido dragão da inflação Ilustração: Blog Economistas na Net

Como escapar da inflação causada pela escassez de oferta?

David Rocha (*)

Tudo está mais caro… Sim, você já sabe disso. Mas, o que fazer com esse conhecimento? Vejamos: há alguns meses falei bastante aqui no Só Sergipe como poderíamos  nos proteger quanto aos efeitos da inflação antes de ela chegar com força.

No entanto, ela  veio mais rápido e forte do que esperávamos e, o pior, uma inflação não apenas de demanda, mas também de escassez de oferta. Porque isso é complicado?

Se estivéssemos diante apenas de uma inflação de demanda, o natural aumento dos preços faria com que as pessoas diminuíssem o consumo, mas no caso de uma escassez de oferta, temos aí um problema sério.

Pois é a falta do produto que gera o seu preço maior, e infelizmente estamos passando por algo desse gênero. E para piorar, de maneira global.

Ou seja, a maioria dos grandes países do mundo estão sentindo esses efeitos e a inflação que atinge um deles, irá também atingir aqui. Por exemplo:

Se o trigo fica mais caro nos EUA, aqui ficará bem mais caro, pois temos que importar de lá em dólares e ainda pagar pesados tributos sobre o consumo. Logo, o pãozinho do café da manhã ficará bem mais caro!

Esse efeito se vê em tudo, mas não precisamos olhar para ele de forma passiva e complacente. Já que estamos falando de nossas finanças, devem existir formas de nos proteger.

Vejamos algumas dicas:

1 – Reveja seus orçamentos

Sim, você sabe o quanto gasta com alimentação, combustível e outros itens, e como tudo ficou mais caro. Veja se isso precisa de um ajuste para caber no seu orçamento ou se pode ser reduzido para salvar suas finanças, reduzido por um tempo.

Como é uma coisa muito pessoal, você deve sentar com sua família e ver no que pode poupar, sem perder o padrão de vida atual. Na verdade, você irá poupar para nos próximos meses, manter o padrão atual.

2 – Economize energia

Sim, mesmo que hoje você gaste pouco de energia saiba que sua conta subiu muito. Pois com as bandeiras emergenciais por conta da crise hídrica, a energia ficou mais cara e tenderá a continuar assim por um tempo.

Com isso, reveja a necessidade de luzes acessas e outros itens de consumo mais elevado, como chuveiro elétrico. Por sorte o verão está chegando e pode ser possível poupar em alguns itens.

3 – Tenha em mente tudo que você quer comprar

Não vá às compras, seja no supermercado ou outra loja qualquer, sem saber exatamente o que você precisa comprar e se mantenha fiel a essa lista. Assim, você vai salvar bastante o seu capital, o que pode ajudá-lo a fechar o mês no azul.

4 – Invista com consciência

Sim, as ações estão baratas, mas será que vale a pena investir nelas sem planejamento?

O governo terá que aumentar a taxa Selic ainda este mês, o que provavelmente irá tirar mais algumas pessoas das ações, forçando-as um pouco mais para baixo. Mas será que é hora de investir nelas?

Se seu perfil for de investidor arrojado pode ser bom, mas ainda assim tenha uma boa parte em renda fixa que acompanhe a taxa de juros, ou proteja da inflação. De maneira mais simples e prática, você verá seu dinheiro render acima da inflação, sem sequer perder o sono.

Devemos nos proteger sempre da inflação e tomar cuidado redobrado nos próximos meses quando o assunto for nossas finanças e o quanto pagamos, por isso, dê uma olhada nos meus textos antigos aqui no Só Sergipe e qualquer dúvida estou à disposição.

Atenciosamente.

 

(*) David Rocha é assessor de investimentos e educador financeiro, que vive o mercado diariamente, desde 2011, e autor do livro Tesouro Direto – Um Caminho para a liberdade financeira de 2016.

** Esse texto é de responsabilidade exclusiva do autor.  Não reflete, necessariamente, a opinião do Só Sergipe.

Leia Também

Conectando pessoas

Na semana passada entrei em uma aeronave, em um voo de duas horas e desembarquei …