domingo, 14/04/2024
O Galo Chantecler Foto: Pixabay

O Complexo de Chantecler ou Complexo de Deus

Compartilhe:

Por Antônio Carlos Garcia (*)

 

Numa fazenda francesa havia um galo chamado Chantecler, que todas as madrugadas acordava e cantava a plenos pulmões para acordar o Sol. E de fato, pouco depois do seu cocorocó o Sol despontava no horizonte. Ele acreditava – e os outros animais que viviam com ele, também – que o sol nascia por causa do seu canto. Um belo dia, o galo acordou mais tarde e o Sol já estava lá, lindo e majestoso. Não esperou por ele. Chantecler ficou horrorizado,  se sentiu desesperado, desapontado, assim como seus amigos que lhe eram submissos naquela fazenda.

Essa história foi criada pelo teatrólogo e escritor francês Edmond Rostand, e a psicanálise aproveitou para associar o galo às pessoas que acreditam que o mundo se movimenta por causa dos seus talentos. É o conhecido “Complexo de Deus” ou “Complexo de Chantecler”. E o que não falta, num certo país, é gente que acredita que o mundo gira em torno dele e por causa dele. Há um demiurgo chefe que se acha o dono da razão, acredita que tudo que fala tem a mais pura razão e não gosta de ser criticado. Mesmo quando fala besteira.

Além dele, em diversas esferas da vida daquele certo país, existem pessoas que têm certeza de que o mundo gira em torno delas e por causa delas. Num passado recente, havia um aloprado que formou um séquito submisso – tal qual Chantecler – o chamaram de mito, e colocou o país no fundo do poço. Infelizmente, ainda existem muitos, que acreditam nos Chanteclers. A ausência de consciência política é tão grande, que eles se propagam como ervas daninhas e se arregimentam em entidades de classe, clubes de serviço, prefeituras, governos estaduais e, claro, no também federal.

E olha, para quem acredita em coincidências, basta pensar um pouco e descobrir que não é somente no centro do poder daquele país que os líderes se comportam exatamente como Chantecler. Tem muito lugar assim, mas deixo que o caro leitor os identifique.  Embora incompetentes no quesito gestão, roucos e desafinados, estes inimigos do ritmo vivem na doce ilusão de que, e somente porque existem e se acham gestores de alguma coisa, é que os entes sobrevivem.

Felizmente, o sol não precisa deles para nascer, mas é necessário que o povo tome consciência disso e os defenestre do poder. Cada ano é decisivo para que a população saia da mesmice, da letargia e da incompetência que travam aquele sofrido país. Até agora, a classe política só construiu o caos, por isso é tão desacreditada, com raríssimas exceções.  A economia está em frangalhos, o desemprego massacra a todos. A Constituição é desrespeitada, assim como todo o seu povo.

Quem antes criticava o governo anterior, hoje, no poder, não aceita críticas e faz pior ou igual aos antecessores. Não há inovação nenhuma. Os Chanteclers se revezam no poder, e passam de pai para filho como se ali fosse um feudo e o povo, os submissos vassalos, contribui placidamente para isso. Há um lugar, onde há governador que vira prefeito, que vira governador novamente, que depois é prefeito, depois governador, depois… Ufa! Cansa.

Embora exista muita gente ingênua e que ainda acredita nesse canto, chegará o dia em que – e espera-se que esteja próximo – ninguém mais acreditará neles.

Além de calar e aposentar estes Chanteclers, é necessário começar do zero. Cada recomeço tem que ter como marca o otimismo. Um dia, quando o povo tiver consciência política, tudo vai mudar.

O sol nasce, independente de Chantecler. E o povo não precisa ser submisso a nenhum galo cantador. O povo é o senhor da própria história.

 

 

Compartilhe:

Sobre Antonio Carlos Garcia

Editor do Portal Só Sergipe

Leia Também

Citações sobre o tempo

Por LuizThadeu Nunes (*)   Dias corridos, excesso de afazeres, espiral de compromissos. Todos apressados, …

3 comentários

  1. Texto maravilhoso. Parabéns garoto

  2. Belo texto, Garcia! Os mitos, os chantecleres não se criam se não houver pessoas que os acreditem, quase sempre desprovidas de senso crítico, educação, respeito. São aproveitadores também, loucos por ascensão, por palco… bravo!

  3. ANTONIO CARLOS DE FREITAS MOURA

    Caro autor, o Chantecler MITO, SEMPRE obedeceu a Constituição, nunca foi acusado de ROUBO, nunca esteve PRESO, deixou um SUPERAVIT nas contas públicas, manteve ótimo relacionamento com Israel, e o povo realmente ACORDOU , e não quer mais LADRÃO, não quer mais AMIGO DE TERRORISTAS, AMIGO DE DITADORES. Aquele país da sua historia está sendo visto como anão diplomático!

WhatsApp chat