segunda-feira, 10/08/2020

Empresário preso por furto de energia

Compartilhe:

O dono de uma cerâmica, localizada no município de Siriri, foi preso em flagrante por policiais civis daquela cidade,  por furtar energia. Foi constatada que foi feito um “gato” que puxava a energia para o estabelecimento diretamente da rede elétrica. Com isso, o  empresário não pagava um tostão a Energisa, empresa concessionária que distribui energia em quase todo Estado.

A prisão do empresário, que ainda não teve o nome divulgado, aconteceu na tarde da quarta-feira,mas o caso só foi divulgado na noite de hoje,  26. As fraudes de energia (‘gato’ e ligação clandestina) são crimes previstos em lei e podem acarretar multas e detenção de 4 a 5 anos.

Compartilhe:

Leia Também

Gilvan Dias, diretor-presidente da Adema: “Tudo começa e termina no meio ambiente”

Ela conjuga cotidianamente dois verbos fortes, elementares e imprescindíveis para a sustentabilidade das relações entre …