domingo, 25/08/2019
Início » Editorias » Política » Eleições em Sergipe tem 488 candidatos; em 2014 foram 303
Rádio FecomercioPowered by Rock Convert
O número de candidatos este ano é maior que em 2014

Eleições em Sergipe tem 488 candidatos; em 2014 foram 303

Compartilhe:

O Tribunal Regional Eleitoral informou hoje, 16, que 488 pessoas protocolaram os registros das candidaturas junto a Justiça Eleitoral em Sergipe. O prazo para que os partidos e coligações registrassem seus candidatos terminou às 19 horas da quarta-feira, 15. O total de candidatos é maior este ano, se comparado com 2014, quando 303 pessoas concorreram no pleito daquela época.

Este ano, nove pessoas vão concorrer ao cargo de governador, enquanto que em 2014 foram cinco. E dentre os cinco que concorreram naquela ocasião, somente o senador Eduardo Amorim que vai tentar novamente ser o governador de Sergipe.  Para o Senado, a procura este ano foi bem maior que em 2014.  Hoje, estão concorrendo 14 pessoas – com os respectivos suplentes – contra apenas seis naquele ano.

Neste pleito, 309 pessoas vão concorrer ao cargo de deputado federal, caso se confirme o deferimento. Um número bem maior que em 2014, quando 90 pessoas entraram na disputa. Para deputado estadual, foram protocoladas, este ano, 119 candidaturas, número inferior a 2014 quando 186 pessoas concorreram.

Os primeiros partidos a registrarem os pedidos de seus candidatos (31 de julho) foram o PSOL e o Partido Novo. Na noite de ontem, às 18h55, o PCB foi o último partido a registrar os requerimentos de seus candidatos.

O Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe, em cumprimento às determinações da Resolução 23.555/2017, que estabelece o  Calendário Eleitoral, deverá julgar todos os processos de registro de candidatura até o dia 17 de setembro (20 dias antes da realização do 1º turno das eleições).

Para acompanhar a situação de cada candidato, basta acessar a página das eleições 2018 e clicar no link divulgação de candidaturas. Nesse link, é possível verificar, além da aprovação ou não da candidatura, dados pessoais, como grau de instrução, estado civil, ocupação, certidões criminais, lista de bens (patrimônio) em nome do postulante ao cargo eletivo e a foto que constará na urna eletrônica.

Compartilhe:

Leia Também

TRE cassa o mandato de Belivaldo e Eliane Aquino

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SE) cassou, por seis votos a um,  o mandato do governador …

WhatsApp chat