sexta-feira, 03/09/2021
Natal de 2020, um grande desafio Foto: Freepik

Natal em Família, juntos e separados

Petruska Menezes (*)

Estamos na época do ano contemplada por ser aquela em que encontramos a família. Mas este ano de 2020 temos um grande desafio: estarmos juntos e separados, ao mesmo tempo. Com a pandemia da COVID-19, a grande festa com todos juntos, peru ou um frango maior à mesa, troca de presentes com amigo secreto roubado e as adoradas e terríveis fofocas e atualizações da vida dos parentes e aderentes estão comprometidas.

Contudo, os conhecimentos da área de gestão de pessoas podem dar uma “mãozinha” para ajudar a tornar o Natal deste ano inesquecível. Uma coisa fundamental no trabalho das empresas é a motivação. Estamos sempre buscando formas criativas de incentivar as pessoas a criar e a transformar as atividades em algo prazeroso, e potencializar os recursos. A partir disso, vamos a algumas sugestões para este Natal:

  • Escolha uma plataforma de reunião (meeting) em que caiba toda a família (existem plataformas pagas e gratuitas). Zoom Meeting, Microsoft Teams e o Google Meeting são as mais conhecidas. Verifique se pelo menos uma pessoa em cada casa tenha a habilidade e domine a ferramenta escolhida.
  • Solicite fotos antigas de todos os seus parentes. Com as fotos, a família pode fazer duas brincadeiras. A primeira é um vídeo de recordações (PowerPoint) montado com músicas, textos e charges animadas. A segunda é a brincadeira do “adivinha”. Com exceção da mãe que enviou a foto do bebê ou criança, toda a família tem de adivinhar quem é a pessoa.
  • Com antecedência, deixe uma pessoa responsável pelo sorteio do amigo secreto. Esta pessoa deve recolher o endereço de todos da família com CEP, fazer o sorteio e repassar os endereços para todos. Auxiliar nas compras em sites que entreguem em casa antes do Natal ou nas próprias lojas locais que também o façam. Esta dica é somente para aquelas famílias que não conseguem ficar sem o amigo secreto.
  • Sobre a ceia natalina, cada pessoa deve fazer a parte que sempre ficava sob sua responsabilidade; um parente fica responsável por

    Ceia de Natal: cada qual no seu quadrado Foto: Pixabay

    recolher tudo, separar em potes e colocar em cestas que serão entregues em todas as casas. Todos devem cear ao mesmo tempo. É óbvio que dividir a ceia só dá para fazer quando todos morarem na mesma cidade. Se não for o caso, acertem para combinarem a alimentação.

  • Pegadinhas e brincadeiras. Existem joguinhos no mercado com perguntas como “o que você faria?”, “se eu fosse você”, “reações”, que criam situações divertidas que as pessoas devem responder. Isso deixa o encontro lúdico e divertido, mas não é necessário comprá-lo. Um(a) primo(a) mais criativo(a) pode elaborar as perguntas ou buscá-las na internet, deixando o encontro mais leve e divertido. Quem sabe até se descubra alguma coisa de parentes que não se sabia até então?

A distância geográfica não precisa ser o motivo para não se ter e demonstrar amor. A criatividade, a motivação e o domínio das ferramentas de comunicação e interação são conhecimentos valiosos que farão a diferença para as famílias neste Natal.

 

(*) Profa. Esp. Petruska Passos Menezes é psicóloga e psicanalista, integrante do Círculo Psicanalítico de Sergipe, tem MBA em Gestão e Políticas Públicas pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), Gestão Estratégica de Pessoas (pela Fanese), Neuropsicologia (pela Unit) e em curso Gestão Empresarial pela FGV.

** Esse texto é de responsabilidade exclusiva da autora.  Não reflete, necessariamente, a opinião do Só Sergipe.

Leia Também

As artes dentro do contexto cultural

Ao falar de cultura, é indiscutível o relacionamento com as manifestações artísticas. Embora tenham explicado …