quinta-feira, 22/08/2019
Início » Editorias » Cidades » Loja Maçônica Contiguiba prega a cultura da paz
Rádio FecomercioPowered by Rock Convert
Loja Cotinguiba, a instituição maçônica mais antiga de Sergipe

Loja Maçônica Contiguiba prega a cultura da paz

Compartilhe:

Os assassinatos do delegado da Polícia Civil, Ademir da Silva Melo Júnior, ocorrido no início desta semana, e a do cobrador de ônibus David Jonathan Barbosa,   na semana passada,  chocaram a sociedade sergipana e levou diversas entidades a emitirem notas,  não só de solidariedade às famílias das vítimas, mas também de cobrança às autoridades.

No homicídio do cobrador, a polícia agiu rápido e prendeu, no mesmo dia do crime, o adolescente autor dos disparos, identificado pelas câmeras de segurança do ônibus.

Já o assassinato do delegado é mais complexo e a Secretaria de Segurança Pública (SSP) decretou sigilo no caso.  Portanto, nenhuma declaração sobre o assunto vem sendo dada.

Atenta a esses problemas, a Loja  Maçônica Contiguiba, a mais antiga instituição maçônica  de Sergipe, emitiu uma nota pública lamentando que as tragédias tenham virado rotina e pede que todos – maçons ou  não – se unam numa cruzada a favor da paz.

Ibrahim Salim, venerável da Loja Maçônica Cotinguiba
Ibrahim Salim, venerável da Loja Maçônica Cotinguiba

A nota, assinada pelo venerável da Loja Cotinguiba, Ibrahim Salim, pede, também, que “nos  inspirem, para essa trilha em busca da Paz, a lembrança e a saudade do Delegado de Polícia  Ademir da Silva Melo Junior, e do Cobrador David Jonathas  Barbosa”

Abaixo, a íntegra da nota:

Por um mutirão cívico e pela cultura da paz

Nos últimos dias a sociedade sergipana foi, mais uma vez, abalada pelo impacto da violência que alcança níveis absurdos, denúncia trágica  do clima de insegurança em que vivemos.

Tombaram, assassinados por bandidos, o Delegado da Polícia Civil Ademir da Silva  Melo Junior, e o cobrador de ônibus  David Jonathan Barbosa.

A violência desenfreada  já faz parte da nossa trágica rotina, e o que é ainda mais grave :  parece ser  admitida  quase, como se fosse algo inevitável e  sem remédio possível.

Estamos a nos acostumar com a  selvageria.   Se assim continuarmos  , nessa aceitação acomodada de uma realidade inadmissível, correremos o risco de, aos poucos, irmos nos afastando daquele valor essencial:  a dignidade humana.

Quando assassinatos ganham grande repercussão, como no caso das mortes do jovem e atuante delegado, e do quase ainda adolescente trabalhador, se mobilizam a sociedade, as instituições,   a mídia repercute intensamente a tragédia e a indignação. Depois, como se estivéssemos anestesiados pela sucessão descontrolada dos episódios de violência, tudo se aquieta.  Estaríamos incapacitados  para o exercício pleno da nossa cidadania diariamente afrontada?

Ao tempo em que pesarosamente leva a fraterna solidariedade aos familiares  , amigos e colegas   do delegado  Ademir,   e do cobrador David, a Loja Maçônica Cotinguiba, fiel e atenta aos valores sociais e humanos secularmente cultivados e defendidos pela  Instituição Maçônica, conclama aos irmãos, conclama à sociedade sergipana, às autoridades constituídas, para que nos juntemos, fortes e decididos, num mutirão cívico visando formar entre todos  nós  sergipanos e brasileiros, uma Cultura de Paz, a ser alcançada através da permanente e ampla reação coletiva contra a disseminação e a banalização da violência.

Que nos inspirem, para essa trilha em busca da Paz, a lembrança e a saudade do Delegado de Polícia  Ademir da Silva Melo Junior, e do Cobrador David Jonathas  Barbosa.

VENERÁVEL IBRAHIM SALIM

JOB Connect - Coworking e Escritório VirtualPowered by Rock Convert
Compartilhe:

Leia Também

BNB premia jornalistas vencedores de concurso em Sergipe

A superintendência do Banco do Nordeste entregou hoje, 21, o Prêmio BNB de Jornalismo aos …

WhatsApp chat