domingo, 28/01/2024
Fasc
Cortejo folclório no Fasc

Fasc inicia hoje com extensa programação cultural e grandes atrações

Compartilhe:

Os batuques dos tambores do grupo de percussão Batalá logo pela manhã anunciavam um dos momentos mais esperados do ano: o início do 38º Festival de Artes de São Cristóvão (Fasc). Considerado um dos maiores festivais gratuitos do Brasil, o Fasc tem como tema deste ano “Somos Múltiplos”, e reunirá durante os três dias, mais de 100 atrações de distintas vertentes artísticas, proporcionando uma experiência única para o público presente na 4ª cidade mais antiga do país.

Nesta sexta-feira (1), o Palco João Bebe-Água, localizado na Praça São Francisco, vai receber grandes atrações locais, nacionais e internacionais. A programação começa às  20h, com a apresentação da Orquestra Sinfônica de Sergipe (Orsse). Posteriormente, às 21h, ocorrerá a solenidade de abertura, seguida pelo show de Carlinhos Brown às 22h. A meia-noite será marcada pela Banda dos Corações Partidos, e logo depois o encerramento fica por conta da cantora Marina Sena às 2h.

O Palco Frei Santa Cecília, situado na Praça do Carmo, destaca-se como um espaço dedicado à música que recebe tanto artistas locais quanto nacionais. A programação para esta sexta-feira inclui apresentações como Lampião da Rima às 19h, Rachel Reis às 20:30h, Banda Reação às 22:30h e The Baggios às 00:30h.

Já no Palco Capuchinhos, recém-instalado no Sítio Arqueológico Praça da Bandeira, a mistura de ritmos musicais é o destaque, proporcionando uma variedade de gêneros que prometem encantar o público no coração histórico da cidade. Às 15h, Edelson Pantera iniciará as apresentações, seguido por Mali às 16h30 e FBC às 18h.

O Palco Mestre Neca, localizado na Rua Erundino Prado, homenageia o fundador da Filarmônica de São Cristóvão, e destaca manifestações culturais locais. Às 14h, Balé de Danças Populares SCFV, seguido por Balé de Danças Contemporâneas SCFV Coletivo Futuro às 14h30, Cangaceiros do Sertão às 15h, e Caceteira de Mestre Rindú às 16h. Uma programação diversificada para explorar a riqueza cultural no Fasc 2023.

O Cine Trianon, que fica na Rua Cel. Erundino Prado, destaca-se durante o Fasc 2023 ao oferecer uma programação cinematográfica especial. Com sessões internacionais às 14h, proporcionando uma experiência global aos cinéfilos. Às 15h, destaque para o filme brasileiro “Marte Um” (Classificação Indicativa 16 anos), seguido por uma análise em uma mesa de abertura às 17h com Kênia Freitas e o diretor Gabriel Martins, explorando o tema “Sonho e cinema: O impossível possível”.

Já na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, o “Música na Igreja” trará melodias populares e eruditas, envolvendo o público em uma atmosfera única de apreciação musical. A programação inclui apresentações às 14h com “Os Tabaréus” e às 16h com “Do Jeito que Eu Gosto – Lucas Campelo e Evanilson”.

Outra novidade aguardada é a participação da Bica dos Pintos, localizada no Parque Natural Aloízio Fontes dos Santos, bairro Lourival Baptista. Este ano, a Bica dos Pintos receberá um pequeno palco com atrações de samba tradicional, promovendo descentralização e valorização desse espaço requalificado pela gestão municipal. Na sexta-feira a programação na Bica dos Pintos começa às 11h com Mayra Felix, seguida por Samba de Moça Só às 12h30 e Desejo de Sambar às 14h.

O teatro e a dança também têm seu espaço garantido no Festival. O palco responsável por receber essas manifestações é o Mariano Antônio, que fica localizado no Largo da Matriz. A programação por lá começa às 16h, com a Cia de Teatro da UFS – “Desterrados”, seguida hda Cia Teatral Risocínico – “O ferreiro e a morte” às 17h30 e encerra às 19h – Cia Nelson Santos – “A flecha do Serigy no coração da Amazônia”.

Além disso, durante todo o dia o público poderá apreciar o melhor da literatura e das artes plásticas, no Salão de Literatura Manoel Ferreira e no Salão de Artes Vesta Vianna, respectivamente. Nestes locais também ocorrerão palestras, rodas de conversas e outras atividades durante esta sexta e também nos outros dias de evento.

Realização

O Festival de Artes de São Cristóvão é uma realização da Prefeitura, por meio da Fundação Municipal de Cultura e Turismo João Bebe Água (Fumctur), e do Governo Federal, através do Ministério da Cultura. O patrocínio fica por conta da Maratá, Orizon, Banco do Nordeste, Ecoparque Sergipe, Coca Cola, e Estrella Galicia. Além disso, tem o apoio da RR Conect, Vitória Transportes, SE –  Sistema Engenharia, Colortex, Proex/UFS, Celi e Governo de Sergipe. O evento também possui habilitação pela Lei Rouanet, uma Lei Federal de Incentivo à Cultura que concede isenção às empresas que patrocinam eventos culturais.

Confira a programação completa

01/12 – Sexta-feira

*Programação sujeita a alteração

Palco João Bebe Água

20h – Orquestra Sinfônica do Estado

21h – Solenidade de abertura

22h – Carlinhos Brown

00h – Banda dos Corações Partidos

2h – Marina Sena

Palco Frei Santa Cecília

19h – Lampião da Rima

20:30h – Rachel Reis

22:30h – Banda Reação

00:30h – The Baggios

Palco Capuchinhos

15h – Edelson Pantera

16h30 – Mali

18h – FBC

Samba na Bica

11h – Mayra Felix

12h30 – Samba de Moça Só

14h – Desejo de Sambar

Palco Mestre Neca

14h – Balé de danças populares SCFV

14h30 – Balé de danças contemporâneas SCFV Coletivo Futuro

15h – Cangaceiros do Sertão

16h – Caceteira de Mestre Rindú

Cine Trianon

14h – Cine Trianon convida Dia Internacional do Cinema 2023

Sessão internacional

15h – Exibição do filme “Marte Um”

17h – Mesa de abertura “Sonho e cinema: O impossível possível”

Salão de Artes Vesta Viana

Rodas de conversas:

10h às 12h – “Performance e Diversidade”

15h às 17h – “Ilustração e programação visual de eventos culturais”

18h – Abertura do Salão de Artes Visuais

EXPOSIÇÃO PERMANENTE: Nivaldo Oliveira, Sônia Mellone, Luan Dias, Letícia Galvão, Helen Sabrina, Isadora Silva Souza e Silva, Matheus Augustinho, Canijan, Livreamar, Ana Marinho, Alma Rô, Marisérgia, Marjorie Garrido, Fernando Marinho e Helena Barbosa.

Música na Igreja

14h – Os tabaréus

16h – Do jeito que eu gosto – Lucas Campelo e Evanilson

Salão de Literatura Manoel Ferreira

14h – Percepção Ambiental: cenário e desafios

14h – Oficina Pet Ecocriativo

15h30 – Centenário de Maria Thetis Nunes – Legado histórico, vida e obra

16h30 – Construindo espaços de r(e)xistências na literatura brasileira LGBTQIAPN+

Palco Mariano Antônio

16h – Cia de Teatro da UFS – “Desterrados”

17h30 – Cia Teatral Risocínico – “O ferreiro e a morte”

19h – Cia Nelson Santos – “A flecha do Serigy no coração da Amazônia”

Compartilhe:

Sobre Só Sergipe

Portal Só Sergipe
Site de Notícias Levadas a Sério.

Leia Também

Realização do Verão Sergipe em Pacatuba já movimenta economia e turismo no município

O clima do verão é propício à alegria e diversão. E empresários e moradores do …

WhatsApp chat