sábado, 15/01/2022
Lorena Rafaela e os filhos: veia empreendedora da mãe atenta para as oportunidades

Empreendedorismo feminino, comemorado hoje, cresce a cada dia

Compartilhe:

Foi a partir de uma necessidade, que Lorena Rafaela Gomes Lima, despertou para o empreendedorismo, cuja data é comemorada hoje, 19, em todo o mundo, como forma de incentivar o ingresso de mulheres no mundo dos negócios. Com a loja virtual Mãe Atenta Store no Instagram, Lorena comercializa acessórios infantis – a maioria para meninas –  e está trabalhando para abrir a loja física, no Conjunto Médici II, em Aracaju.

A jovem modelo Luísa e os acessórios para o público infantil

“Minha loja será onde era o comércio de minha mãe, onde cresci me inspirando e decidi no que queria ser. Ali é um lugar muito especial para mim”, contou Lorena.  Além da herança empreendedora da mãe, Lorena vislumbrou outras necessidades para ter seu próprio empreendimento.

E quais foram? Ela precisou comprar acessórios para a filha mais nova, Luísa, que tem apenas oito meses de idade, mas com a pandemia o comércio em lojas físicas praticamente parou, por isso, Lorena não tinha como adquirir nada. “Por que, então, não montar um negócio online?”, questionou. Em maio deste ano, ela abriu a loja virtual, no Dias das Mães (9 de maio) fez uma live para apresentar os produtos e, desde então, vem trabalhando.

“As entregas são feitas por motoboy ou eu mesma vou até a casa da cliente”, disse. “Por ser mãe de três filhos (dois meninos e uma menina), tenho o privilégio de entender as outras mães. Algumas preferem que eu entregue a compra no sábado ou domingo e estou sempre disponível”, observa. Na Mãe Atenta os preços dos produtos variam de R$ 10 a R$ 130. Ela garante que as vendas estão ótimas e com a retomada da economia a tendência é melhorar.

Dia Mundial

O Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino, data em que Lorena se encaixa perfeitamente, foi criado originalmente pela ONU – Organização das Nações Unidas, em 2014. O objetivo inicial foi o de, claro, homenagear as verdadeiras guerreiras do empreendedorismo mundo afora.

Segundo a própria ONU, a iniciativa é um esforço para ampliar ainda mais as oportunidades para as mulheres em meios corporativos, atingindo não só as empreendedoras como também profissionais de diversas áreas e cargos de comando em grandes empresas.

Com relação ao empreendedorismo no Brasil, as mulheres também avançaram bastante e hoje representam cerca de 24 milhões empreendendo, em comparação aos 28 milhões de homens.

Compartilhe:

Leia Também

Balança comercial de Sergipe tem déficit de quase US$ 80 milhões

Em 2021, as exportações sergipanas chegaram a aproximadamente US$ 92,3 milhões, enquanto as importações totalizaram …

Deixe um comentário