domingo, 25/08/2019
Início » Editorias » Cidades » Editora do Governo comemora o número de lançamentos de 2018
Rádio FecomercioPowered by Rock Convert
A Edisa esteve presente na Bienal do Livro, em São Paulo

Editora do Governo comemora o número de lançamentos de 2018

Compartilhe:
A Editora Diário Oficial do Estado de Sergipe – Edise – órgão suplementar da Empresa de Serviços Gráficos de Sergipe – Segrase – fechou 2018 com muitas histórias contadas.Foram lançadas 23 publicações – entre livros e revistas – cumprindo assim o objetivo principal de desenvolver uma política centrada na propagação da produção literária, divulgando livros, com alto padrão de qualidade, produzidos por autores sergipanos e por personalidades nacionais e internacionais, que promovam a educação, a cultura filosófica, científica e literária e o desenvolvimento tecnológico de Sergipe.
Outro ponto positivo foram as participações da Edise em eventos literários sergipanos e de outros estados, a exemplo da Bienal Internacional do Livro de São Paulo; XVI Feira Universitária do Livro de Curitiba; 22ª Feira Pan-Amazônica do Livro; Festa Literária de Glória, 35º Festival de Artes de São Cristóvão, entre outros.
Presidente da Segrase, Ricardo Roriz: “vamos lançar duas obras que muito nos orgulha”

Além disso, a Edise realizou lançamentos de suas obras, a exemplo do livro ‘Imprensa Oficial do Estado de Sergipe – 123 anos’ e ‘Perfis Acadêmicos’. Para o presidente da Segrase, Ricardo Roriz, a missão do Governo do Estado em 2018 foi cumprida.  “Levar ao leitor a aproximar-se da cultura sergipana, por meio das obras escritas por autores sergipanos e que também tratem de Sergipe. Planejamos a nossa participação em eventos com muito cuidado, pois temos o objetivo de estarmos presentes em eventos que tenham público de acordo também com nossos títulos. Vamos de Norte a Sul do país em parceria com a Associação Brasileira de Editoras Universitárias e Associação Brasileira de Imprensas Oficiais e claro, marcamos presença nos eventos em Sergipe”, disse Ricardo Roriz. A literatura da Edise também já esteve presente no exterior, na Feira de Frankfurt, na Alemanha,  e na Feira do Livro de Gotemburgo, na Suécia.

Nos eventos realizados em Sergipe 70% dos títulos são comercializados a preços populares. “É dessa forma que contribuímos com a disseminação da literatura sergipana, já que nossos títulos tratam da cultura local”, assegura Ricardo Roriz.
O diretor Industrial da Segrase, Milton Alves, relatou sobre o desenvolvimento em conjunto da equipe e de sua importância. “Fico agradecido com todo o esforço da família Segrase. Sei que foi um ano difícil, mas, com o empenho de todos, foi possível concluir as tarefas com bastante produtividade. Tudo isso graças à união da equipe”.
Para 2019, o presidente da Segrase, Ricardo Roriz, adianta que a meta é de crescimento. “Desejamos modernizar nosso parque gráfico, a fim de atender um número maior de autores. Junto com o governador Belivaldo Chagas, vamos lançar duas obras que muito nos orgulha ‘Ranulfo Prata – Vida e Obra’, que conta a trajetória de vida de um dos mais importantes escritores do nosso país, o sergipano de Lagarto Ranulfo Prata (1896-1942), que foi um renomado médico, contista e romancista brasileiro. Além disso, vamos lançar ‘Obras Completas Tobias Barreto’, uma homenagem ao sergipano Tobias Barreto de Menezes (1839-1889). A coleção organizada pelo historiador Luiz Antônio Barreto dará às novas gerações a oportunidade de conhecer um dos intelectuais mais festejados do país. E, no quesito acessibilidade, pretendemos instalar um elevador no prédio para que qualquer pessoa com deficiência física possa transitar com conforto na empresa”.
Além da comercialização, a Edise realiza doações a instituições diversas. Um bom exemplo foi a doação de mais de 50 livros a Cadeia Pública de Estância – Tabelião Filadelfo Luiz da Costa. Também houve a entrega de 100 livros a Fundação Renascer. Todas as cinco unidades socioeducativas: Centro de Atendimento ao Menor, Unidade Socioeducativa de Internação Provisória, Comunidade de Ação Socioeducativa São Francisco de Assis – Case I e II e a Unidade Feminina foram contempladas com algumas obras publicadas pela Editora, para o enriquecimento do acervo de suas bibliotecas, onde os socioeducandos têm acesso aos exemplares e a estrutura adequada para o estímulo à leitura.
A Secretaria de Estado da Educação recebeu 2.200 livros que já estão sendo utilizados por alunos e professores da Rede Estadual de Ensino. Outro projeto contemplado com as doações foi a Biblioteca Professora Maria da Glória Santana de Almeida, da Academia Dorense de Letras que desenvolve atividades no sentido da discussão sobre o seu papel na cultura local, seja na preservação da memória ou na difusão das artes e da literatura.
JOB Connect - Coworking e Escritório VirtualPowered by Rock Convert
Compartilhe:

Leia Também

Emsurb suspende as fiscalizações e notificações da taxa de fachada, após reunião com empresários

A Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) suspendeu as fiscalizações e notificações para o cumprimento …

WhatsApp chat