domingo, 18/04/2021
Com a pandemia, quem trabalha com eventos passa dificuldades Foto: André Moreira\PMA

Associação que reúne profissionais de eventos pede cestas básicas aos deputados estaduais

A Associação União dos Profissionais de Eventos de Sergipe protocolou um ofício a todos os 24 deputados estaduais solicitando a doação de cestas básicas para auxiliar técnicos de som, montadores e pessoal de apoio em eventos, que estão sem nenhum trabalho em função da pandemia da Covid-19. A expectativa do presidente da entidade, Sandro Brasil, é arrecadar 500 cestas básicas para atender estes profissionais e seus familiares.

Sandro Brasil: buscando ajuda

No ofício, Sandro Brasil solicitou aos deputados que façam a contribuição até o dia 9 de março – próxima terça-feira – quando as cestas serão distribuídas. “Nós vamos disponibilizar um caminhão que estará em frente à Assembleia Legislativa onde serão colocadas as doações”, afirmou Sandro Brasil. Ele ressaltou que a entidade não vai receber nenhum dinheiro dos deputados, apenas as cestas básicas.

“É uma ação de solidariedade. Temos certeza que conseguiremos essas 500 cestas básicas  junto aos deputados, mas nossa meta é atendermos duas mil famílias em diversas campanhas que faremos. Vamos dar a nossa contribuição, pois há muitos profissionais de eventos que residem e atuam no interior do Estado e estão passando por necessidades”, alertou Sandro Brasil.

Além dos deputados estaduais, a Associação União dos Profissionais de Eventos de Sergipe vai procurar os prefeitos de todos os municípios, assim como as respectivas Câmaras de Vereadores para aumentar a rede de solidariedade  para o pessoal de eventos. “Já solicitamos uma audiência com o presidente da Federação dos Municípios do Estado de Sergipe (FAMES), Christiano Cavalcante, para tratarmos do assunto e estamos aguardando que esse encontro seja marcado”, disse Sandro Brasil. A FAMES respondeu que está aguardando um espaço na agenda de Christiano para que essa reunião aconteça, mas não estabeleceu nenhum prazo para isso.

 

Leia Também

“Cariri não é um restaurante, é uma clínica da alma”, garante Hamilton do Cariri

Desde os tempos mais remotos que se estuda sobre a imortalidade da alma. Eis que …