sexta-feira, 15/10/2021
Edmar Nogueira: "Tenho muitos pacientes com dificuldade de atravessar este período"

Administrador de empresas e coach acredita na recuperação financeira do país em 2022

“A tendência é que as coisas melhorem bastante no país. As empresas precisam ter confiança, contratar e quando isso acontecer vai ajudar bastante, pois várias pessoas passaram e ainda estão passando por dificuldades e precisam superá-las”. Essa é a expectativa para 2022 do administrador de empresa, coach e terapeuta holístico Edmar Nogueira, 62 anos, que preside o Instituto Brasileiro de Motivação e Desenvolvimento Pessoal, entidade “voltada para ajudar pessoas e empresas a alcançarem seus sonhos”.

Atuando há quatro anos em Aracaju com a entidade e também com terapia holística, Reik, constelação familiar, com pós-graduação em Gestão de Pessoas, Psicologia e Marketing, Edmar Nogueira destaca que neste um ano e meio de pandemia da Covid-19 tem atendido diversas pessoas com os mais variados problemas. “Elas estão com problemas devido às perdas e ao medo. A pandemia é um fato inédito e ninguém estava preparado para isso. Muita gente sofreu e continua sofrendo, mesmo neste momento em que há um avanço na vacinação”, pontuou Edmar.

“Tenho muitos pacientes com dificuldade de atravessar este período, com síndrome do pânico, depressão, ou seja, com vários tipos de sintomas decorrentes deste momento estranho em que vivemos”, afirmou Edmar Nogueira, que também trabalha com hipnose.

A maioria dos seus pacientes são pessoas na faixa etária acima dos 50 anos. “Esta pessoas sofreram muito, preocupadas com elas mesmas  e com os demais parentes”, afirmou  Edmar.

Atrapalhou

A pandemia de Covid-19, vitimou 600.425 pessoas do dia 27 de março de 2020 até ontem, 8 de outubro, no Brasil. E  no início, as medidas restritivas atrapalharam a vida financeira de muitas pessoas, e foram tomadas para conter o avanço da contaminação. Para Edmar, essas informações negativas – como o número de mortes –  contribuíram para prejudicar mentalmente as pessoas. “O foco na informação do número de mortos é o que mais interessa à imprensa”, criticou. Ele acrescentou que falar de morte mexe muito com o lado emocional das pessoas.

“Não se fala no número de pessoas que sobreviveram”, acrescentou. Segundo dados do Ministério da Saúde, na página Coronavírus Brasil, o total de pessoas recuperadas da doença é de 20.665.273.

Leia Também

Paralisação do transporte coletivo: Setransp afirma que negociações prosseguem

O Setransp divulgou no início da tarde de hoje, 15, uma nota afirmando que “permanecem …