sábado, 16/10/2021
Luciano Correia, presidente da Funcaju: "Conseguiremos valorizar a produção e comercialização local"

Prefeitura lança Feira da Alfândega e abre credenciamento para expositores e colecionadores

Arte: Ascom/Funcaju

Para fomentar o encontro semanal entre grupos de consumidores, colecionadores, expositores e comerciantes, com itens de antiguidades, colecionáveis e manufaturado, a Prefeitura de Aracaju está lançando a inédita Feira da Alfândega, com realização aos sábados na praça General Valadão, em frente ao Centro Cultural de Aracaju.

A Feira será coordenada pela Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju) e dialoga com o projeto da gestão municipal de revitalizar o centro, promovendo atividades de cunho cultural na região. A primeira etapa da feira será de credenciamento para expositores, comerciantes e colecionadores de itens, processo que já está aberto e os interessados em expor objetos têm até o dia 23 de agosto para se inscrevem no site do Mapa Cultural de Aracaju.

 

Os expositores poderão se inscrever como pessoa física ou pessoa jurídica. No primeiro caso, será necessário o nome do expositor; endereço completo; telefone para contato: e-mail; CPF; RG; número da inscrição e portfólio; e no formato Pessoa Jurídica: nome do representante legal; número do RG do representante legal; número de inscrição no CPF do representante legal e portfólio.

A seleção dos expositores será feita através das fases de habilitação documental e de visita técnica. A Comissão Organizadora e Julgadora será composta por três membros vinculados da Funcaju.

Planejada para ser iniciada de forma quinzenal, no início do mês de setembro, a Feira chega para incrementar o calendário cultural aracajuano. “Com esse projeto, nós conseguiremos valorizar a produção e comercialização local para o fortalecimento de laços entre expositores e público em geral, estimular a abertura de mercado para novas áreas e também difundir trabalhos artísticos e manufaturados que promovam a reflexão da antiguidade, propondo e experimentando diversos formatos e interações de forma acessível”, destaca Luciano Correia, presidente da Funcaju.

A Feira da Alfândega desempenhará também papel importante ao salvaguardar a cultura de itens e mídias que fazem parte história, devido à sua natureza específica e pela importância enquanto expressão cultural e afirmação da identidade. Além desse fator, permitirá uma relação cada vez mais próxima da população aracajuana com a região central de Aracaju, como um ambiente de lazer.

edital publicado pela Funcaju contemplará as seguintes categorias: Antiguidades, Colecionismos, Produtos Vintages e Brechós Históricos; Artes Visuais e Artes Plásticas; Costuras Criativas e Sustentabilidade e Produtos Alimentares de Origem Orgânica e Artesanal.

Retomada Cultural

Com o avanço da imunização contra a Covid-19, e queda de casos e óbitos do vírus, a Prefeitura de Aracaju, através da Funcaju, tem planejado a retomada das unidades e eventos culturais neste segundo semestre de 2021. Atualmente, a Funcaju está com o credenciamento para bares e restaurantes que queiram participar do Festival Itinerante de Barzinhos aberto.

Leia Também

Sergas participa de ação social para o dia das crianças no Povoado Caraíbas

As crianças do Povoado Caraíbas, no município de Canhoba, tiveram um dia das crianças diferente, …