domingo, 22/09/2019
Início » Colunistas » Antônio Carlos Garcia » Internas do Prefem participam de projeto do Tribunal de Justiça de Sergipe
Rádio FecomercioPowered by Rock Convert

Internas do Prefem participam de projeto do Tribunal de Justiça de Sergipe

Compartilhe:

Pelo menos 10 internas do Presídio Feminino (Prefem) que estão prestes ganhar a liberdade começaram, esta semana, a viver uma experiência pioneira: o acompanhamento de  psicólogos e assistentes sociais do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ/SE) preparando-as para que retornem com dignidade à sociedade e às suas famílias. Este é o objetivo do   projeto Círculo de Construção da Paz, iniciado na 17ª Vara Cível de Aracaju (que cuida de adolescentes em conflito com a lei)  e que integra a sétima edição da Semana de Justiça pela paz em casa, que ocorre até sexta-feira.

Neste primeiro momento, chamado de pré-círculo, a conversa com as internas foi individualizada. Ou seja, cada uma das 10 foi dialogar com as seis facilitadoras do TJ, e contou suas angústias, vida na prisão, expectativas para quando for liberada, etc.  A interna S.S., 27, presa por roubo e que está há dois anos e dois meses na unidade, saiu da conversa aliviada. “Desabafei, tirei algo de dentro do meu coração. Espero que elas voltem para gente dar continuidade”, afirmou, desejando a continuação do projeto.

De acordo coma psicóloga da 17ª Vara Cível, Célia Souza Milanez, que atua como uma das facilitadoras, essa metodologia de círculos da paz é aplicada há um ano com adolescentes em conflito com a lei. “Aqui no Prefem vamos analisar as necessidades de cada detenta e depois fazer o círculo como grupo”, explicou.

Neste círculo, que ocorrerá ainda este mês, todas as internas entrevistadas hoje participarão de uma ampla discussão quando, problemas comuns serão debatidos, visando a recuperação da autoestima delas.

 

valéria victorNo Prefem –  O trabalho com as internas do Prefem já vinha sendo discutido há algum tempo entre o Tribunal de Justiça e a direção da unidade. A psicóloga da coordenadoria da Mulher do TJ e facilitadora do círculo, Sabrina Duarte disse que já havia a intenção de levar este círculo para a unidade feminina para debater a violência doméstica e familiar. “Com a parceria do Núcleo Técnico da 17a Vara Cível, que é uma aplicadora incansável dessa metodologia, decidimos focar no trabalho de autoestima, para que essas internas, que já estão prestes a cumprir a pena, voltem para seus lares mais fortalecidas”, explicou Sabrina Duarte,

Para a diretora do Prefem, Valéria Victor, esse trabalho é extremamente bem vindo na unidade. “É algo que merece ser aplaudido. Não temos psicólogos, nossa equipe é que ouve os problemas de cada interna. Então, essa vinda do Tribunal de Justiça aqui é ótima por conta disso”, elogiou Valéria.

O secretário de Justiça e Defesa do Consumidor, Cristiano Barreto, também elogiou o trabalho das facilitadoras do TJ e considerou o projeto de vital importância para o processo de ressocialização das internas.

Ainda entusiasmada com o projeto e pensando no futuro quando sair da prisão, S.S. “disse que presídio não é lugar para ninguém. Eu creio que Deus está providenciando essa vitória para mim e para todas. Minha expectativa é crescer lá fora, ser quem eu era antes das drogas”.

 

JOB Connect - Coworking e Escritório VirtualPowered by Rock Convert
Compartilhe:

Leia Também

População terá serviços gratuitos na Conexão Comunidade, no Shopping Jardins

De 23 a 27 de setembro e de 30 de setembro a 2 de outubro, …

WhatsApp chat