quarta-feira, 11/12/2019
Início » Colunistas » Antônio Carlos Garcia » De Lula a Temer, a era da incerteza
Powered by Rock Convert
Ilustração: Rildo Bezerra

De Lula a Temer, a era da incerteza

Compartilhe:

Num futuro próximo, o ex-presidente Lula poderá se hospedar em dois lugares distintos em Brasília. Se depender de um grupo, ele poderá ir para o presídio da Papuda, fazer companhia a outros figurões que vilipendiaram os cofres públicos. Outros, no entanto, o querem de volta ao Palácio do Planalto. Independente do desejo de cada um desses grupos – todos eles com seu direito de escolha – o fato é que Lula venceu na pesquisa de intenções de votos feita pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), divulgada recentemente.

Só numa rápida amostragem, vejamos o seguinte: o petista está na frente em intenções de voto para primeiro turno tanto na pesquisa estimulada quanto na espontânea. Para o segundo turno, Lula lidera em todos os cenários em que aparece. Na pesquisa para primeiro turno com respostas espontâneas, Lula tem 20,2% das intenções de voto, contra os 16,6% da última edição da pesquisa, em fevereiro de 2017. Na segunda colocação está o deputado federal Jair Bolsonaro, que subiu de 6,5% para 10,9%.

Enquanto os números são favoráveis ao ex-presidente, sua situação com a Justiça pode barrar o sonho dele e dos simpatizantes. E de quebra, encher de alegria aqueles que querem vê-lo como hospede na Papuda. Tudo isso por conta dos desdobramentos da Operação Lava Jato que estão ampliando o cerco contra ele. Lula, agora, é alvo de seis procedimentos de investigação criminal abertos pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal em Curitiba, São Paulo e Brasília.

É bom lembrar, que o ex-presidente já foi condenado pelo juiz Sérgio Moro a nove anos e seis meses de prisão no caso do triplex do Guarujá, é réu em seis ações penais e denunciado em outros dois casos. Quanto ao triplex, ele jura que não é dele. Desde o seu primeiro governo,  Lula sempre disse que não sabia de nenhum caso de corrupção nesse país.

Mesmo com essa memória seletiva – de só saber o que lhe interessa – e com um currículo invejável (ou seria folha corrida? ), alguns ainda o querem como presidente. Partindo dessa lógica, dá para imaginar quem também quer ser o mandatário do Brasil.

Se um ex já está todo enrolado na Justiça, o atual Temer, nem se fala. Junte isso ao governo paralelo e bandido no Rio de Janeiro e fica a pergunta. Que tipo de candidato à presidência, o povo pode esperar?

Lancem, aqui, os nomes dos candidatos que vocês acham que estão no mesmo naipe de Lula, Temer e demais sabe-se lá o quê.

Pra frente Brasil!!

Compartilhe:

Leia Também

Bilheteria: como o Confiança vai para a “Segundona”

Por Emerson Sousa (*) No que se refere ao quesito público pagante médio em jogos …

WhatsApp chat