segunda-feira, 21/09/2020
Foto: Freepik

Como o marketing digital ajudará sua empresa na pós-pandemia

Compartilhe:
Cleomir Santos (*)

A natureza acelerada do marketing digital o torna um setor exclusivamente entrosado com a necessidade de adaptação das empresas em um ambiente competitivo e com mudanças a todo momento.

Mas nos últimos meses, o mundo como o conhecemos foi totalmente alterado, exigindo de nós ajustes às mudanças. O mesmo ocorre com as necessidades e desejos dos consumidores, o que significa que todas as marcas, independentemente do tamanho e do tipo de negócio, precisam evoluir o mais rápido possível.

E como esse momento crítico forçou muitas empresas a fecharem suas portas, houve um aumento inevitável no comércio de produtos pela internet, que com certeza não diminuirá nos próximos meses.

As empresas que já estavam preparadas e bem posicionadas quando a pandemia iniciou, só irão acompanhar esse mercado à medida que o mesmo estiver subindo. Por outro lado, aqueles que não estão adaptados ao digital terão que entrar nesse barco o quanto antes.

A indústria do marketing digital tem uma oportunidade valiosa de liderar o caminho para novas formas de comunicação e conexão, seja em modelos de negócio onde empresas negociam com empresas, marcas negociam com consumidores ou até mesmo estimulando o relacionamento entre pessoas.

Lembrando que qualquer pessoa que queira aproveitar esse poder do marketing digital, precisa entender como, e por onde começar.

Entendendo as mudanças causadas pela pandemia

Então, o que está mudando?

Pode ser mais pertinente perguntarmos, o que não mudou.

Mas à medida que os dias passam e começamos a retomar algumas atividades, os proprietários de negócios precisam entender o que exatamente será diferente na forma como negociar seus produtos ou serviços, não só no ambiente online, mas também fora da internet.

Por exemplo: vamos dar uma olhada nas maneiras pelas quais uma variedade de marcas e práticas cotidianas tentaram se digitalizar. De lugares onde eram realizados eventos musicais no mundo real a estabelecimentos que usaram as lives (transmissões ao vivo) para realizar eventos com artistas do ramo musical.

As empresas estão se tornando digitais não apenas para ter lucro, mas sim, para construir relacionamentos a longo prazo com seus clientes. O que podemos chamar de fidelização.

Dito isso, se uma empresa estiver apenas visando o lucro, perderá a chance de melhorar esse relacionamento e, por sua vez, perderá oportunidade de fidelizar esses clientes e transformá-los em defensores da marca.

E, à medida que a presença online se torna cada vez mais vital para a comunicação, concluímos que o marketing digital é uma oportunidade, não apenas de vender seu produto ou serviço, mas também de se conectar com os clientes de maneira mais significativas e a longo prazo.

Para aqueles que procuram encontrar o equilíbrio entre os dois, o marketing digital será a ferramenta que ajudará seu negócio na pós-pandemia, permitindo adaptação, crescimento e, por fim, sucesso.

Vamos conferir por onde você pode começar.

Desenvolver o reconhecimento e acessibilidade da empresa

Alcançar o reconhecimento da marca por meio do marketing digital pode parecer uma tática mais adequada para empresas de grande porte.

Mas, na verdade, muitas pequenas empresas podem desenvolver sua imagem e aumentar a visibilidade da marca usando o marketing digital e, como o custo é mais barato e acessível do que o marketing e publicidade tradicional (rádio, televisão, outdoor), contribui para nivelar o campo de atuação em muitos mercados.

Com o uso de hashtags como #compredopequeno em alta nas redes sociais, fica claro que não apenas os consumidores dependem dos vendedores no online. Existe uma verdadeira troca nesse relacionamento, e vemos isso por conta de várias pessoas estarem sempre procurando apoiar os pequenos negócios.

Ao melhorar o perfil da sua empresa, você precisa ter certeza sobre a imagem da sua marca e focar sua estratégia de marketing digital,  transmitir os valores e princípios que a sua imagem transmite.

Tenha em mente que sua marca não deve ser apenas reconhecível, mas também acessível – se seu nome for novo para eles, eles precisam ser capazes de descobrir sobre você rapidamente.

Informações vitais como horário de funcionamento, descrição da sua empresa, números de contato e localização são as principais prioridades, mas quanto mais informações você descrever, melhor será para o seu posicionamento.

Existem muitas maneiras de disponibilizar essas informações na internet que não precisam ser complicadas e caras. Comece reivindicando seu perfil do Google Meu Negócio. É totalmente gratuito e aparecerá nos resultados de pesquisa quando as pessoas procurarem por palavras-chave relacionadas a sua marca.

O mais legal é que além dessas informações, você pode cadastrar fotos do interior/exterior da sua empresa, fotos da sua equipe, dos seus produtos e muito mais. Outro benefício é que você pode incluir um link para o seu site, se tiver um.

Caso você não possua um site, mas está em condições financeiras para iniciar um, como profissional do ramo eu recomendo sempre e te garanto. É um investimento válido por diversos motivos. Para começar, ele reúne todas as informações sobre a sua empresa em um só lugar e é uma grande oportunidade para desenvolver a imagem da sua marca que citei anteriormente.

Após a criação de um site, você também pode compartilhar conteúdo relevante para o seu negócio, como estudos de caso e histórias de sucesso, avaliações de clientes e artigos com assuntos relacionados ao seu setor. Você pode até criar uma loja virtual para permitir que os clientes comprem diretamente do seu site – algo sensacional na era do comércio eletrônico.

Claro, nem toda empresa possui os recursos para começar um site do zero, por isso, existem alternativas práticas que te ajudam a divulgar o seu nome, desenvolver um perfil de marca e garantir que você esteja disponível e acessível aos clientes.

Engajamento e estratégia de rede social

Podemos afirmar que uma presença nas redes sociais é uma obrigação para qualquer negócio no século 21.

E no embalo do distanciamento social, as redes sociais se tornaram cada vez mais cruciais para a comunicação, união e relacionamento. Portanto, seus canais de mídia social são plataformas perfeitas para mostrar sua personalidade e se diferenciar dos seus concorrentes, provando aos seus clientes que você não está apenas preocupado com as vendas.

Redes sociais são muito importantes Foto: Freepik

Dito isso, ao levar em consideração o que publicar nas redes sociais, lembre-se de estar completamente ciente da imagem de sua marca e da forma como deseja ser percebido. Se você tem orgulho de ser uma pequena empresa em uma comunidade humilde, divulgue isso! Envolver-se com temas locais, como campanhas de caridade, mostra o lado humano da sua marca e mostra que você se preocupa com as pessoas.

Invista também na positividade, onde quer que a encontre. É ótimo ter publicações relacionadas diretamente ao que você vende, mas compartilhar conteúdo não relacionado ao seu negócio, como notícias positivas, mantém seu nome aparecendo na linha do tempo das pessoas que te seguem e cria conexões positivas.

Só tome cuidado para não exagerar. Meu conselho é que você planeje e crie um cronograma de conteúdos para cada mês, então faça uma dosagem nas publicações. Um exemplo: Poste 8 conteúdos relacionados a sua marca e 2 relacionados a outro assunto (humor, notícias, etc.)

Ao escolher um conteúdo para redes sociais, também é importante analisar se o tom é apropriado e admissível. A natureza imprevisível das circunstâncias atuais significa que sua publicação bem elaborada e postada em uma segunda-feira, pode não responder bem às demandas dos clientes ou conversas sociais na terça-feira.

Seguir pessoas e empresas nas redes sociais permitirá que você observe esses comportamentos em constante mudança, mas não tenha medo de perguntá-lhes diretamente! Use os recursos das redes sociais para perguntar a seus seguidores que conteúdo eles querem ver, qual a opinião deles sobre os seus produtos, e sugestões sobre o que você poderia oferecer a mais nos seus serviços.

A natureza desse engajamento com seu público também é valiosa para outro formato de publicação, que é o conteúdo gerado pelo usuário. Se você tiver uma boa quantidade de clientes fiéis, alguns desses conteúdos irão surgir de forma orgânica, sem que você precise pedir a eles – um exemplo, são as pessoas que recebem seus produtos e tiram aquela foto.

Compartilhar esse tipo de conteúdo dos clientes é ótimo, pois garante que você investe na satisfação deles depois de receber seu produto, mas também servirá como um testemunho da sua qualidade e confiabilidade.

Enfim, não sinta que você deve sentar e esperar que esse conteúdo apareça – peça aos clientes que compartilhem seus depoimentos e opiniões com você para aumentar esse engajamento. Isso pode render feedbacks valiosos para sua marca.

Conclusão

O marketing digital na pós-pandemia continuará a aumentar os gastos em mídias sociais porque os consumidores aprenderam a realizar compras no online.

Além disso, as redes sociais são importantes para as marcas, pois estão sempre produzindo mais ferramentas que ajudam as mesmas a divulgarem os seus produtos ou serviços.

As tecnologias dessas plataformas continuarão a evoluir, o que diminuirá o custo do marketing digital, tornando-o uma forma lucrativa de divulgação para empresas de qualquer tamanho, mesmo com um mercado tão competitivo.

(*) Consultor de Marketing Digital, natural da cidade de Aracaju (SE), amante da música, de um bom café, aquela reunião com boas companhias, fissurado em viajar e um ótimo comunicador que ajuda pessoas e pequenos empreendedores através de conteúdos no Instagram @meajudacleo

** Esse texto é de responsabilidade exclusiva do autor.  Não reflete, necessariamente, a opinião do Só Sergipe.

Compartilhe:

Leia Também

Dez contradições de um presidente:  Deus e a pátria em primeiro lugar?

Considerando que contradição é o que se opõe ao que foi dito ou feito anteriormente, …

Deixe uma resposta