sábado, 25/05/2024

Se comes, tu bebes

Aqueça, Pule e Dance – sobre “Wok – Receitas práticas e saborosas ilustradas passo-a-passo”

Por Léo Mittaraquis (*)   Cada vez que você lavar sua Wok, seque-a completamente no fogão por cinco minutos, em vez de com um pano de prato, para evitar ferrugem. Quando a Wok for retirada do fogo e resfriada, use papel toalha para limpar o interior com óleo vegetal. Harry Quay, fundador da Escola Harry’s Chinese Cooking Classes, Sidney, Austrália …

Leia Mais »

O milagre nascido da dor – sobre “O prazer de cozinhar só para você”, de Judith Jones

Por Léo Mittaraquis (*)   “Tive dificuldade em encontrar muita coisa na cozinha de Judith que parecesse vir de algum dos catálogos que lotam a maioria de nossas caixas de correio. Tudo é resistente e bem utilizado, sem ser complicado” Sara Kate Gillingham, fundadora do blog The Kitchn   O título deste artigo é um descarado plágio. “O milagre nascido …

Leia Mais »

Comer e beber bem com Marcel Proust

  Por Léo Mittaraquis (*)   “Para Proust, o ato de recordar é uma forma de experiência involuntária de efeito arrebatador, que não vivenciamos na própria ocasião nem podemos provocar com um trabalho de memória, dirigida pela consciência. Mas em momentos espontâneos, em virtude de uma associação casual, somos inundados com recordações que levam a uma simultaneidade de presente e …

Leia Mais »

Para além dos tintos – sobre “Vinho branco para leigos”, de Ed McCarthy e Mary Ewing-Mulligan

Por Léo Mittaraquis (*)   Quando lançado no Brasil, em 1997, “Vinho Branco Para Leigos” já havia alcançado o invejável número de trinta milhões de cópias vendidas em todo o mundo. Passados vinte e sete anos, a obra continua essencial. Os leitores que conhecem mais do que o nível comum sobre vinhos brancos e respectiva produção atual, poderão ajustar um …

Leia Mais »

Somos o que comemos? Sobre “Comer – necessidade, desejo, obsessão”, de Paolo Rossi

  Por Léo Mitarraquis (*)   “No final de agosto, com fortes chuvas e sol. Durante uma semana inteira, as amoras amadureceram. A princípio, apenas um, um coágulo roxo brilhante. Entre outros, vermelho, verde, duro como um nó. Você comeu aquele primeiro e sua polpa era doce Como vinho espesso: o sangue do verão estava nele Deixando manchas na língua …

Leia Mais »

“Se Comes, Tu Bebes” – Um Velho Crítico e Sua Nova Coluna

Léo Mittaraquis

Por Léo Mittaraquis (*)   Oh! Gole farto de vinho velho! Fresco há muito no profundo coração da terra, com sabor de flora e verdes prados, dança e canção provençal, alegria queimada de sol! John Keats Nos mosteiros, tendemos sempre para uma alimentação saudável e equilibrada, no conhecimento dado pela experiência do passado, a qual reza que um monge deve …

Leia Mais »