quinta-feira, 23/05/2024

Meias-palavras

O X da questão

Minority Report

Marcus Evérson Santos (*)   De há muito no decadente “Cine Brasil”, o filme “Precogs Supremos de Estado” permanece em cartaz batendo recordes de bilheteria. Inspirado no filme Minority Report dirigido por Steven Spielberg e estrelado por Tom Cruise, os personagens principais da produção brasileira são servidores públicos revestidos de “superpoderes de premunição”. Ao contrário do filme de Spielberg produzido …

Leia Mais »

“Solve et Coagula”

Por Marcus Éverson Santos (*)   Em meu ensaio “Cabras Cegas” lamentei os atos de violência generalizada conflagrados à “Praça dos Três Poderes” em “8 de janeiro” de 2023. Os protestos revelaram não só a insatisfação generalizada frente à classe política, mas, também, o estado de desequilíbrio emocional que tomou conta do país. A inoperância e o silêncio das autoridades …

Leia Mais »

A divina tragédia

Divina tragédia

Por Marcus Everson Santos (*)   Carl L. Becker, em seu livro “A cidadela celeste dos filósofos do século XVIII”, destaca que, entre os filósofos modernos, cada um à sua maneira teria empreendido largos esforços por constituir uma nova religião substitutiva de Estado. A defesa dessa tese fundamenta-se na análise do comportamento tipicamente revolucionário e seu esforço de desraigar-se dos …

Leia Mais »

A fé revolucionária e suas vítimas

Por Marcus Everson (*)   Dentre os acontecimentos históricos que marcaram o século passado, nenhum foi mais maléfico do que o uso da fome como instrumento de destruição cognitiva das massas. Na mesma velocidade com que a Engenharia Social da Fome, como instrumento de guerra psicológica, foi largamente utilizada, também, em larga escala, a inversão demoníaca dos fatos históricos foi …

Leia Mais »

Soma

Marcus Éverson Santos (*)   Qualquer sociedade que esteja sob o controle patológico de um líder totalitário encontra-se em Guerra Psicopolítica. Para compreender o status desse tipo especial de guerra promovida pelo aparato do Estado contra o próprio tecido social, faz-se necessário analisá-lo a partir de uma nova categoria psicopolítica: a Patocracia. Numa “sociedade patocrática” todo o sistema de governança, …

Leia Mais »

O paraíso perdido

Marcus Everson Santos (*)   Para o amigo Léo Mittaraquis   Ó consciência! A que abismos de terrores e medos me trouxestes, do qual fuga não há. Em fundo fundo mais me afundo. John Milton – Paraíso Perdido (Verso 840)   O avanço da ciência e as reflexões levadas a cabo pelo “sujeito da modernidade” passaram a dirigir um olhar …

Leia Mais »

Manuais de colonização cultural

Marcus Éverson Santos (*)   Entre os novos materiais de ensino surgidos com o processo de escolarização em massa pertencente à cultura escolar, os manuais didáticos de ensino aparecem como um dos mais importantes juntamente ao advento do quadro negro e dos mapas escolares. A racionalização da educação em geral, e da cultura escolar em particular, passou a ser uma …

Leia Mais »

Velhos ídolos sob novas máscaras

Por Marcus Everson Santos (*)   Em linhas gerais, para muitos dos intérpretes da Modernidade, seu aparecimento representou uma grande revolução geográfica, econômica, política, social, intelectual e científica. No âmbito geográfico, significou o deslocamento da cultura do Mar Mediterrâneo para o Atlântico; no econômico, transcorreu a colonização de novas terras e o estreitamento das relações entre o Ocidente e o …

Leia Mais »

Arapuca

Marcus Éverson Santos (*)   Quando a mente é posta em dissonância cognitiva, é comum que ela busque maneiras de desarmar a arapuca que armou para si mesma com desculpas esfarrapadas ou argumentações vazias.  O psicólogo americano Leon Festinger em seu livro Theory of Cognitive Dissonance (Teoria da Dissonância Cognitiva) explica esse fenômeno mostrando que, quando a mente encontra-se em …

Leia Mais »

Champs Élysées em chamas

Por Marcus Everson Santos (*)   No último e icônico movimento da celebrada “Sinfonia Coral” nº 9 opus 125 de Ludwing van Beethoven há uma “Ode à Alegria”. Concluída em 1824, a “nona sinfonia” tornou-se a primeira na história a carregar em sua estrutura um coro acompanhado por quatro solistas, soprano, contralto, tenor e baixo. O texto do coro final …

Leia Mais »