quinta-feira, 13/05/2021
Crescimento do comércio foi tímido

Vendas do comércio sergipano tiveram crescimento de 2,1%, em fevereiro

As vendas no comércio varejista ampliado sergipano, em fevereiro, tiveram um aumento de 2,1%,  na comparação com janeiro na série com ajuste sazonal (método que uniformiza os períodos de comparação). No comparativo com janeiro do ano passado, observou-se aumento de 0,6%. Os dados são da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)  e análise é do Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

As vendas e a receita nominal do comércio varejista ampliado abrangem as atividades do varejo restrito, as vendas de material de construção e o comércio de veículos, motos, partes e peças.

Em relação à receita nominal do comércio ampliado, verificou-se alta de 2,4%, na comparação com o mês antecedente, janeiro último, na série ajustada. Já na comparação com fevereiro de 2020, a alta foi de 9,1%.

Desempenho 

 As vendas do comércio restrito registraram crescimento de 1,8% na comparação com o mês anterior, janeiro último, na série com ajuste sazonal. Já a receita nominal do comércio varejista restrito assinalou aumento de 3,2% na mesma comparação.

No comparativo com fevereiro de 2020, as vendas do comércio restrito assinalaram recuo de 5,6%, enquanto a receita nominal teve crescimento de 4,1%.

 

Leia Também

Arrecadação de ICMS em Sergipe aumenta 6,1% em abril

A arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em Sergipe somou R$ …